Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
IPCA

Aumenta estimativa de inflação nos próximos 12 meses

Redação Bonde
19 nov 2007 às 10:33
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A projeção para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para os próximos 12 meses subiu de 3,87% para 3,91%. A estimativa para o índice que serve de parâmetro para as correções oficiais está no Boletim Focus, divulgado hoje pelo Banco Central (BC).

Elaborado semanalmente pelo BC, o boletim reúne as perspectivas de uma centena de analistas de mercado sobre os principais indicadores da economia. Para este ano, a projeção para o IPCA segue em 3,92%, abaixo do centro da meta de 4,5% para 2007. A estimativa para novembro permaneceu estável (0,28%) e para dezembro subiu de 0,31% para 0,32%.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A projeção da inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) da Fundação Getulio Vargas (FGV) deve ficar em 6,07%, contra a projeção anterior de 6,01%. Para o período de 12 meses, a estimativa caiu de 4,02% para 4%. A perspectiva para novembro passou de 0,45% para 0,48%.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC


Para o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), medido pela FGV, a previsão para 12 meses é de 4,15% (ante a perspectiva anterior de 4,11%) e para o final do ano, de 6,09% (contra a última estimativa de 6,06%). Para o mês de novembro, a projeção subiu de 0,55% para 0,58%.

Publicidade


Já a inflação no mercado paulista, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (IPC-Fipe), teve a projeção referente a 2007 reduzida de 3,67% para 3,62%. Na perspectiva de 12 meses também houve redução, de 3,63% para 3,62%. Para novembro, a projeção ficou em 0,22%, contra 0,24% da estimativa anterior.


A estimativa para os preços administrados (combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, educação e outros) ficou estável em 2,30%, para 2007, e em 3,60%, em 2008.

As informações são da ABr.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade