Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Foram analisados 145 países

Brasil é 85º colocado no ranking mundial de Desigualdade de Gênero

Aleksa Marques - Redação Bonde
19 nov 2015 às 14:55
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Apesar de a ascensão das mulheres no mercado de trabalho ser cada vez mais significativa nos últimos anos, a desigualdade entre os sexos ainda é muito relevante ao redor do mundo.

Segundo dados divulgados pelo Fórum Econômico Mundial, o Brasil está em 85º no ranking geral da 10º edição do relatório do Índice Global de Desigualdade de Gênero. Ao todo, 145 países foram analisados, entre eles Islândia (1º), Noruega (2º) e Finlândia (3º), que ocupam o topo da lista. Os últimos colocados foram Síria (143º), Paquistão (144º) e Iêmen (145º).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


No Brasil, a proporção é de 145 homens para 85 mulheres participando da vida política, econômica e tendo acesso à educação e à saúde.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC


Nos últimos 10 anos, Bolívia e Nicarágua foram os países que mais subiram posições. O primeiro, passou da 65º colocação para 22º, enquanto a Nicarágua saiu do 50º lugar e foi para a 12º colocação.

Publicidade


Em contrapartida, Croácia e Sri Lanka são bons exemplos desde 2005. De 59º colocado, a Croácia passou para a 43º posição, enquanto o Sri Lanka saltou de 84º para 71º.


Ainda de acordo com os dados divulgados, cerca de dois em cada cinco funcionários públicos de alto escalão, diretores e legisladores são mulheres e apenas em 2133 conseguiríamos atingir uma igualdade de gênero mundial.

Publicidade


Metodologia


Para coletar os dados necessários para o Índice Global de Desigualdade Social, o Fórum Econômico Mundial analisou mais de dez tópicos relacionados a participação econômica e oportunidade, nível de escolaridade, saúde, sobrevivência e capacitação política.

Publicidade


Os rankings foram compilados calculando a desigualdade de gênero no acesso a recursos e oportunidades em cada país. Essa base de comparação permite analisar países pobres e ricos de igual maneira.


Os dados sobre a desigualdade de salários entre homens e mulheres são da Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE). As estatísticas usadas de cada país eram as últimas disponíveis - entre 2010 a 2013.


A OCDE calcula a diferença salarial entre homens e mulheres como a diferença entre os salários médios de homens e mulheres em relação ao salário médio dos homens. As estimativas são baseadas em trabalhadores de tempo integral.

Os dados sobre a proporção de mulheres com ensino universitário são do Instituto de Estatísticas da Unesco.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade