Pesquisar

Canais

Serviços

Na terça

Comércio de Londrina fecha as portas contra o governo federal

- Arquivo/Lis Sayuri/Grupo Folha
Redação Bonde com ACIL
18 mar 2016 às 16:45
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Convocados pela ACIL, os líderes londrinenses se reuniram na manhã desta sexta-feira (18) e decidiram realizar o Fecha Londrina, na próxima terça-feira (22). O ato reforçará as manifestações pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff que estão se realizando em todas as regiões do Brasil. Das 10h às 10h30, o setor produtivo irá paralisar as atividades e instalar faixas pretas nas fachadas dos estabelecimentos.

Continua depois da publicidade

"Chegamos ao extremo e por isso vamos reforçar a vigilância nas decisões políticas. As entidades empresariais querem somar apoio aos demais movimentos que pedem o afastamento da presidente. Pedimos que os empresários coloquem um pano preto nas portas dos estabelecimentos para sinalizar que estamos de luto. Queremos mudar o Brasil para melhor" ressalta o presidente da ACIL, Valter Orsi.


O movimento Fecha Londrina tem como slogan "Fechado por 30 minutos para não fechar para sempre".


No final da tarde, a Acil divulgou uma nota assinada por diversas entidades para apoiar a operação Lava Jato e o juiz federal Sérgio Moro. Confira a íntegra do texto:


"A sociedade civil organizada de Londrina vem por meio desta expressar eloquente apoio às ações da Operação Lava Jato, em especial ao Meritíssimo, que como brasileiro e paranaense, tanto nos orgulha pelo incansável e brilhante trabalho à frente da Operação Lava Jato, considerada um marco na luta contra a cultura da corrupção na administração pública.

Continua depois da publicidade


Ressaltamos ainda a efetividade nos esforços da Polícia Federal e do Ministério Público Federal em cada etapa desta operação. Confiamos na contundência dos autos e no processo de punição de todos os envolvidos, bem como na capacidade das mais altas cortes da República, o Superior Tribunal de Justiça e o Supremo Tribunal Federal, na aplicação das sentenças.


Entendemos que a operação e a vossa liderança são páginas inspiradoras na História da Nação. A partir dela, haveremos de ter novos paradigmas comportamentais dos homens e das mulheres que exercem mandato público.


A Lava Jato também nos incentiva a sermos cidadãos ativos, zelosos pelos mecanismos de controle que nos protegem da irresponsabilidade e da improbidade na máquina pública.
Portanto, força Meritíssima! Conte conosco nesta empreitada transformadora!"

(matéria atualizada às 18h40)


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade