Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Documento irregular

Contribuintes com CPF suspenso chegam a 1,78 mi

Redação Bonde
13 jan 2011 às 07:58
- Arquivo Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Atualmente, 1,78 milhão de contribuintes estão com o Cadastro de Pessoa Física (CPF) suspenso no país. Nesses casos, a suspensão ocorreu devido à demora de mais de dois anos para enviar a declaração do Imposto de Renda.

Na hora de declarar, não só a renda determina a obrigatoriedade. Quem for isento de pagar IR, por exemplo, tem de declarar se tiver mais que R$ 300 mil em bens.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Outros quase 18 milhões de CPFs estão irregulares por falta de entrega do Imposto de Renda nos últimos dois anos ou por conta de erros cadastrais no documento, de acordo com levantamento da Receita Federal, com dados de agosto.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC

Se, após dois anos do não envio da declaração, o contribuinte continua sem entregar o documento, o CPF é suspenso. O consumidor com o documento irregular, seja pendente ou suspenso, pode ter dificuldade para tomar crédito e fazer financiamentos. Além disso, não pode participar de concursos públicos, não consegue tirar passaportes nem abrir uma conta em banco, por exemplo.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade