Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Ruim

Cresce visão negativa do Brasil em países ricos

BBC Brasil
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A visão negativa do Brasil entre americanos, britânicos, franceses e alemães está crescendo, segundo indica uma pesquisa encomendada pela BBC.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

De acordo com o levantamento, divulgado na última sexta-feira (6), 23% dos americanos veem o Brasil como uma influência negativa no mundo. No ano passado, esse percentual era de 19%.

Continua depois da publicidade


O índice de americanos que veem o Brasil como influência positiva teve uma queda de 14 pontos no último ano, de 61% para 47%.


A percepção negativa do Brasil cresceu ainda de 23% para 33% na França, de 28% para 40% na Alemanha e de 31% para 35% na Grã-Bretanha.


Apesar disso, na média entre os 21 países pesquisados, a visão negativa do Brasil caiu em relação à mesma pesquisa realizada no ano passado, e a visão geral sobre o Brasil continua positiva em 18 deles.

Continua depois da publicidade


Segundo o levantamento, 43% dos entrevistados nos 19 países pesquisados nos dois anos consideram o Brasil como uma influência positiva no mundo, enquanto somente 24% veem o país como uma influência negativa.


Os únicos dois países nos quais a visão negativa prevalece sobre a visão positiva são a Turquia, com 45% de visão negativa, e a Alemanha, com 40%. Na Grã-Bretanha, há um equilíbrio estatístico entre visões negativas (35%) e visões positivas (32%).


Apesar do crescimento da visão negativa sobre o Brasil no último ano, os públicos francês e americano mantêm no geral com uma visão positiva sobre o país - 47% nos Estados Unidos e 42% na França.


Em três países a maioria não tem uma opinião formada sobre o Brasil - Japão, onde 62% se disseram neutros em relação ao país ou não souberam responder, Índia, onde esse índice chegou a 61%, e Rússia, com 58%.

Para Sam Mountford, diretor da empresa de pesquisas GlobeScan, que realizou o levantamento, o aumento das visões negativas sobre o Brasil em alguns países europeus e nos Estados Unidos pode ser em parte explicada pelo fato de o país estar mais em evidência no cenário internacional, graças ao crescimento de sua importância econômica global. "Quando os países crescem em evidência econômica e política, eles tendem a polarizar mais as opiniões", diz Mountford. "As pessoas ficam mais atentas a economias que têm impacto sobre elas."


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade