Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Telefonia

Deputados recebem planos de investimentos da TIM no PR

Redação Bonde com ALEP
22 jun 2012 às 13:56
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O gerente de relações institucionais da TIM Brasil, André Gustavo Rosa, esteve nesta semana na Assembleia Legislativa para apresentar aos deputados Leonaldo Paranhos (PSC) e Marcelo Rangel (PPS), presidentes das comissões de Defesa do Consumidor e de Obras, Transportes e Comunicação, respectivamente, o planejamento de investimentos da empresa para o estado do Paraná. "Viemos trazer aos deputados nosso compromisso de investimento, explanando onde estamos investindo e para pedir o apoio da Assembleia para que os municípios facilitem as instalações das antenas e ampliação da capacidade de rede", esclareceu o executivo da TIM.


Para o deputado Paranhos, a presença da TIM já é uma resposta do debate que está sendo travado desde dezembro do ano passado, quando foi realizada a primeira audiência pública no Legislativo sobre a telefonia móvel no Paraná, com a presença de diretores de todas as operadoras, de representantes do Ministério Público do Paraná, da Delegacia de Defesa do Consumidor e de representantes dos usuários. "Nossa intenção é evoluir para um Termo de Ajustamento de Conduta e formalizar os compromissos das operadoras com investimentos que melhorem o serviço prestado aos consumidores do Paraná", enfatizou Paranhos.

Cadastre-se em nossa newsletter


Ainda segundo Paranhos, simultaneamente à convocação das operadoras de telefonia, a Comissão de Defesa do Consumidor está acionando judicialmente a Agência Nacional de Telecomunicações por não fiscalizar as empresas, permitindo que continuem vendendo novos planos e linhas sem que comprovem ter condições técnicas de atender aos consumidores com serviço de qualidade. "Hoje as operadoras vendem os planos para depois fazer os investimentos, quando deveria ser o contrário: primeiro investir para depois oferecer o produto aos consumidores", argumenta o presidente da Comissão.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade