Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Promoção do Iapar

Evento discute mecanização de lavoura de café adensado

Redação Bonde com AEN
10 jun 2012 às 11:47
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) realiza nesta terça-feira (12), na sua sede em Londrina, a Tarde de Campo do Café, com o tema mecanização da lavoura adensada. São esperadas mais de 300 pessoas, entre estudantes de graduação de ciências agronômicas, cafeicultores e agrônomos.

"Teremos derriçadores portáteis e mecânicos, esqueletadores, sopradores e um equipamento tracionado que recolhe o café, abana e ensaca", explica o pesquisador César Francisco Araújo Júnior. De acordo com ele, essas máquinas são desconhecidas para muito cafeicultores, embora um estudo do Iapar tenha mostrado que essa realidade poderia ser diferente.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


"Na zona de aptidão climática ao cultivo do cafeeiro no Paraná há possibilidade de mecanização em 90% da área, mas a gente acredita que esse número não passe de 10%", salienta Araújo Júnior.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC


O pesquisador lamenta a baixa adesão ao maquinário para o trato com o cafeeiro porque os benefícios são muitos. Um exemplo é a derriçadeira, usada retirar o grão do galho. Ela aumenta a produtividade em sete vezes em comparação com o trabalho manual, custa em torno de mil reais, um valor compatível até para pequenos agricultores, e ainda minimiza os riscos de perda de qualidade na colheita. "Hoje em dia a mão de obra para cafeicultura é escassa e cara. Estimativas indicam que 50% do custo de produção do café são gastos apenas na colheita. Daí a necessidade de investir em máquinas", esclarece Araújo Júnior.

Publicidade


Também serão discutidos no evento questões relacionadas à segurança em operações mecanizadas; aspectos da relação entre cultivares e mecanização, com apresentação da nova variedade IPR 100 e, ainda, monitoramento agroclimático e cuidados para proteção dos cafezais contra geadas.


As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local pouco antes do evento. Mais informações pelo telefone (43) 3376-2373 ou [email protected]

Publicidade


Serviço:


Tarde de Campo - mecanização da lavoura cafeeira

Publicidade


Data: 12 (terça-feira)


Horário: 13 horas

local: Sede do Iapar, em Londrina (Rodovia Celso Garcia Cid, km 375 - saída para Curitiba)


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade