Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Palavra de ministro

Fim de subsídios é importante para acabar com recessão

Agência Estado
14 jun 2009 às 18:32
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, avalia que a eliminação de subsídios dos países ricos seria importante para que as nações pobres consigam sair da recessão, além de contribuir para segurança relacionada à área de alimentos. Em discurso na ONU, em Nova York, Amorim destacou que cenário global ainda é sombrio, apesar de alguns sinais positivos. Segundo ele, a situação é particularmente difícil para os países mais pobres.

As afirmações do ministro foram feitas durante a conferência sobre a crise financeira promovida pela ONU. Na apresentação, feita em inglês, Amorim acrescentou que o Brasil tem sido um entusiasta do fortalecimento do papel da ONU no debate sobre a crise financeira mundial. "O presidente Lula tem estado pessoalmente comprometido com este objetivo", afirmou. "Países sem voz nas atuais estruturas de governança financeira são capazes de expressar suas visões na ONU".

Cadastre-se em nossa newsletter

Alguns destes países, continua Amorim, estão entre os mais pobres no mundo e entre os mais atingidos pelo declínio econômico global. "A possibilidade de atingir as Metas de Desenvolvimento do Milênio até 2015 está sendo seriamente ameaçada", avaliou. O ministro disse também que a contração da demanda obscurece as projeções para a recuperação. "A conclusão da Agenda do Desenvolvimento de Doha enviaria forte mensagem contra o protecionismo, incluindo potenciais efeitos negativos os pacotes de estímulo implementados pelos países ricos", completa.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade