Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Manifestação dos bancários

"Greve não está descartada", diz presidente de sindicato

Mariana Franco Ramos - Redação Bonde
04 jul 2013 às 11:21
- Arquivo/Folha de Londrina
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Bancários de pelo menos seis municípios do Paraná participam nesta quinta-feira (4) de uma manifestação nacional contra o Projeto de Lei (PL) 4330/2004, do deputado federal Sandro Mabel (PMDB-GO), que regulamenta a terceirização dos empregados em empresas privadas e órgãos públicos. Há protestos em Curitiba, Londrina, Paranavaí, Campo Mourão, Umuarama e Toledo.

Na capital paranaense, o ato começou por volta das 10h30, com concentração em frente ao Palácio Avenida, de onde os manifestantes seguiram em direção às principais agências bancárias do centro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Segundo o Sindicato dos Bancários de Curitiba e região, a intenção é percorrer, até as 12h30, de 12 a 15 estabelecimentos, localizados nas ruas XV de Novembro, Monsenhor Celso e Avenida Marechal Deodoro. "Na nossa categoria, onde existe uma rotatividade muito forte, até cruel, esse projeto vai excluir postos de trabalho. Nós somos a favor da geração de empregos, mas com remuneração decente. Não tenho dúvidas de que se o projeto não for retirado da pauta ou não houver negociação, pode sair uma greve geral", disse o presidente Otávio Dias.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC


Acompanhados por uma banda, que toca músicas referentes à mobilização, os participantes distribuem folhetos explicativos e conversam com as pessoas que passam pelos locais de protesto. Apesar do ato, as agências de Curitiba e região estão funcionando normalmente. "Estamos agora no cruzamento das (Avenidas) Marechais, em frente ao Itaú. É apenas um ato, com o objetivo de chamar a atenção tanto dos bancários, como da população em geral", completou Dias.

Após quase dez anos tramitando no Congresso Nacional, o PL 4330 pode ser aprovado no próximo dia 9 de julho, quando voltará à pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados. Na ocasião, bancários de todo o País farão uma grande mobilização em Brasília, para pressionar os deputados e senadores a arquivarem o projeto. Dependendo do resultado das conversas, o presidente do sindicato de Curitiba diz que uma paralisação geral pode ser decretada.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade