Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Restituições

IR poderá ser consultado em smartphones e tablets

Agência Estado
06 jun 2012 às 16:10
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A partir de agora, o contribuinte poderá acessar informações sobre liberação das restituições das declarações do Imposto de Renda Pessoa Física e verificar a situação cadastral de uma inscrição no CPF usando smartphones e tablets. A Receita Federal lançou nesta quarta-feira um aplicativo destinado a esses aparelhos que têm sistema operacional Android e iOS (Apple iPhone). O aplicativo atenderá apenas a pessoas físicas.

O nome do aplicativo é "Pessoa Física". Nessa versão foram disponibilizados quatro serviços. Um deles é o "Restituição IRPF", que libera a consulta do resultado da restituição das declarações desde 1999. A partir da próxima sexta-feira, o contribuinte poderá verificar informações sobre o primeiro lote do IRPF 2012. O outro é "Consulta CPF", que permite visualizar a situação cadastral na base de dados do Fisco, um dos serviços mais solicitados na página da Receita, segundo o órgão.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


O terceiro é o "Orientações sobre Restituição", que responde às principais perguntas sobre restituição do IRPF. Há ainda o "Avaliação", que permite que o usuário colabore com a melhora do aplicativo. O aplicativo é gratuito e o download pode ser feito no Android market (Google Play) ou na Apple Store.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC

"Com isso, estaremos oferecendo mais conforto, mais comodidade ao contribuinte", disse a secretária-adjunta da Receita Federal do Brasil, Zayda Bastos Manatta. Ela salientou que os aplicativos são apenas para consultas e que as operações devem ser feitas no site ou em outros meios disponibilizados pela Receita. "A expectativa é oferecer novos serviços a partir dos smartphones e também dos tablets. Este é o primeiro passo. Temos de mensurar isso com a segurança ao cidadão", comentou.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade