Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Com apoio da Codel

Londrina: complexo logístico aluga galpões para empresas

Rafael Fantin - Redação Bonde
22 jul 2013 às 11:40
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A falta de terrenos e áreas disponíveis para instalação de novas indústrias em Londrina abriu espaço para a chegada de um novo empreendimento imobiliário na cidade.

A LOG Commercial Properties – empresa ligada a MRV Engenharia – projeta a construção de um condomínio logístico no entrocamento da BR-369 com a PR-445, entre Cambé e Londrina, com investimento de aproximadamente R$ 80 milhões. O complexo será composto por quatro galpões para comercialização de módulos a partir de 1,5 mil metros quadrados. A área bruta locável é de 60.500 metros quadrados.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


De acordo com o diretor executivo da LOG CP, Sérgio Fischer, as obras começaram no mês passado e a primeira fase do condomínio logístico deve ser entregue no primeiro semestre de 2014. Os espaços são alugados, sem opção de compra do imóvel. "O projeto dos condomínios da LOG CP são totalmente flexíveis, se adaptando tanto a indústrias, quanto a operadores logísticos e transportadoras. Temos demanda de vários segmentos de Londrina e também de fora", afirmou em entrevista ao Portal Bonde.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC


O presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Veronesi, disse que empreendimentos da iniciativa privada que viabilizam a vinda de novas empresas e a expansão de indústrias locais são bem-vindos. Recentemente, a Codel revelou que tinha dificuldades para encontrar áreas com intuito de atrair novos negócios para Londrina. "Quanto mais espaços para indústrias, mais empresas vão escolher a cidade, o que gera emprego e renda para a população londrinense e arrecadação para o município", ressaltou.


Além do ICMS e IPI das indústrias instaladas na cidade, que aumenta a arrecadação de Londrina por meio do fundo de participação em nível estadual e federal, Veronesi destacou que as empresas prestadoras de serviço também irão atender as novas indústrias, o que beneficia um dos principais setores da economia londrinense e ainda contribui com a arrecadação municipal por meio do ISS.

Veronesi também elogiou a localização do empreendimento da LOG CP pela proximidade com as rodovias PR-445 e BR-369, o que facilita o fluxo de mercadorias e a logística das empresas que vão se instalar no local.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade