Pesquisar

Canais

Serviços

- Ricardo Chicarelli/Equipe Folha
Continua depois da publicidade
Ranking

Paraná tem duas das dez maiores redes supermercadistas

Nelson Bortolin - Equipe Folha
31 mar 2016 às 09:02
Continua depois da publicidade

O Paraná mantém duas redes de supermercados entre as 10 maiores do País. Com faturamento de R$ 4,095 bilhões e 44 lojas, a rede Muffato ficou em sexto lugar no ranking da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) referente ao ano de 2015. É a mesma posição da lista anterior, referente a 2014. Com 41 lojas e faturamento de R$ 3,815 bilhões no ano passado, a rede Condor está em 9º lugar entre as maiores do País. No levantamento anterior, tinha ficado na 7ª posição. Os dados foram divulgados ontem.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Por meio da assessoria de imprensa, o diretor do grupo Muffato, Everton Muffato, comentou o resultado do ranking. "Nossas conquistas são frutos do empenho e da dedicação de nossos 11 mil colaboradores, da estreita parceria que mantemos com nossos fornecedores e do relacionamento de respeito e confiança que construímos com nossos milhares de clientes ao longo desses 41 anos de história."

Continua depois da publicidade


O faturamento da rede cresceu 10,7% de 2014 para 2015. E, segundo o diretor, isso foi possível por alguns fatores, entre eles a inauguração de mais uma loja em Ponta Grossa, a expansão no interior de São Paulo com a abertura de duas lojas em São José do Rio Preto (SP), a "repaginação completa" de três filiais, os "investimentos constantes" em tecnologia e no treinamento do quadro funcional e o lançamento do ClubeFatto, um programa de fidelização que oferece benefícios e descontos aos clientes cadastrados. De acordo com a assessoria, o grupo Muffato está presente em 17 cidades do Paraná e de São Paulo, agora com 46 lojas (duas a mais que no ano passado).


Segundo a Abras, as redes que mais cresceram foi a mineira BH e a paulista Comper. O faturamento da primeira aumentou 16,5% e o da segunda, 33,7%. De forma geral, o setor cresceu nominalmente apenas 7,1%. "As maiores empresas do setor refletiram em seu desempenho as condições macroeconômicas do País. A média de crescimento das 20 primeiras do Ranking Abras foi de 7,9% nominal em 2015, na comparação com o ano anterior. Algumas empresas conseguiram obter crescimento real e expandiram seus negócios", afirma o presidente do conselho consultivo da Abras, Sussumu Honda, por meio das assessoria.


Concentração

Continua depois da publicidade


Os cinco maiores grupos que atuam em território nacional (Grupo Pão de Açúcar, Carrefour, Walmart, Cencosud e Zaffari), segundo a Abras, foram responsáveis por 52% do faturamento do setor no ano passado. Juntas, essas bandeiras acumularam no período uma receita de R$ 162,7 bilhões no ano passado, insuficientes, contudo, para evitar uma queda no faturamento real do setor. Apesar da alta nominal de 7,1%, os supermercados não conseguiram suprir a inflação oficial (IPCA) apurada entre janeiro e dezembro do ano passado, de 10,6%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Ainda de acordo com a associação, em 2015 houve um crescimento de 1,2% no número de lojas disponíveis no País. Em janeiro deste ano, a entidade somava 84,5 mil unidades supermercadistas. Entre os ramos de maior destaque está o de autosserviço, conhecido como atacarejo (atacado e varejo), cujo crescimento em vendas saltou 12% no ano passado, influenciado principalmente pela expansão no número de unidades.

Ainda de acordo com a Abras, a briga das empresas pela primeira colocação do setor é antiga, desde que o Carrefour perdeu a posição para o GPA, quando a rede ainda estava nas mãos de Abílio Diniz, filho do fundador. Antigo controlador do Pão de Açúcar, Diniz foi indicado para uma vaga no Conselho de Administração do Carrefour global. A Península, empresa de investimentos da família de Diniz, detém 5,07% do Carrefour global, sendo a quarta maior acionista. A reportagem não conseguiu entrevista na rede Condor.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade