Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Mesmo com a estiagem

Paraná terá aumento na produção de feijão e milho

AEN
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Em abril ficaram mais evidentes os efeitos da falta de chuvas que prejudicaram o rendimento das principais lavouras de grãos no Paraná. Apesar disso, a projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) aponta para aumento na produção de feijão e milho da segunda safra em relação à safra passada e da área plantada com trigo, situação que pode frear previsões maiores de perdas nas lavouras.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Os relatórios simultâneos do IBGE e da Conab sobre o desempenho da safra de grãos embril divulgados nesta quinta-feira (7) projetam para o Paraná uma produção total de 25,94 milhões de toneladas de grãos e de 26,04 milhões de toneladas de grãos, respectivamente. Esses resultados consolidam perdas de 4,5 milhões de toneladas em relação ao desempenho da safra anterior.

Continua depois da publicidade


Para o País, as projeções apontam para uma safra de 136,06 milhões de toneladas de grãos, segundo o IBGE, e de 136,58 milhões de toneladas, segundo a Conab. Em relação à safra anterior as reduções previstas são de 6,8% e de 5,2% menores em relação à safra 2008.


Safra de verão


Para o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Valter Bianchini, os relatórios do IBGE e da Conab refletem a perda da safra de verão, cuja colheita está sendo encerrada e os prejuízos ficaram concentrados na cultura do milho (36,7%) e em menor proporção na soja (19,5%). Os prejuízos para a soja são menores porque os preços estão muito firmes no mercado, disse Bianchini. Em relação ao milho, além do percentual de perdas maior os preços estão relativamente baixos.

Continua depois da publicidade


Os últimos relatórios chegados recentemente do campo na Secretaria da Agricultura e do Abastecimento apontam um novo alento para os produtores. Permanecendo a tendência de chuvas previstas para o mês de maio a expectativa é que haja crescimento no plantio de trigo e redução das perdas previstas para o milho safrinha e feijão da segunda safra, disse Bianchini.


Segundo o relatório do mês de abril da Conab, a expectativa para o feijão da segunda safra prevê aumento de 24,5% em relação ao desempenho da safra 2007/08. Este ano devem ser colhidas 427.500 toneladas de feijão e no ano passado no mesmo período foram colhidas 343.500 toneladas do grão.


Com isso a produção de feijão prevista no Paraná entre as três safras é de 801 mil toneladas, superior em 4,9% à safra do ano passado que totalizou 763.800 toneladas.


A produção de milho safrinha poderá ser 2,1% maior em relação ao ano passado. O relatório da Conab de abril prevê a colheita de 5,77 milhões de toneladas, 120 mil toneladas acima da safra anterior que resultou em 5,65 milhões de toneladas. Apesar do aumento na produção, Bianchini esclareceu que o volume previsto está abaixo das expectativas da Seab por causa da estiagem. "As recentes chuvas apenas reduziram as perdas", acentuou.


A área projetada para o cultivo de trigo é de 1,17 milhão de hectares, 1,6% maior do que o ano passado quando a área ocupada foi de 1,15 milhão de hectares.

A soja, cuja colheita está no final, deve apresentar uma produção total de 9,57 milhões de toneladas, 19,5% inferior a do ano passado, que rendeu 11,89 milhões de toneladas. O milho da primeira safra, também em fase final de colheita, deve apresentar uma produção de 6,14 milhões de toneladas, volume 36,7% inferior à da safra anterior que rendeu 9,7 milhões de toneladas no mesmo período.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade