Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Cobap

Reajuste de 3,30% para aposentados é um "desrespeito"

Agência Brasil
13 abr 2007 às 16:25
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O representante da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (Cobap) no Conselho Nacional Dos Direitos do Idosos (CNDI), Emídio Rebelo Filho, disse nesta sexta-feira (13), em entrevista à Agência Brasil, que o reajuste de 3,30% nas aposentadorias e pensões superiores a um salário mínimo é um "desrespeito" com os aposentados.

Desde o dia 1º de abril os aposentados e pensionistas que recebem um salário mínimo tiveram aumento de 8,57% em seus benefícios. Segundo Rebelo Filho, a Cobap luta pelo mesmo reajuste para os demais benefícios.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Mais de 12 milhões de aposentados, que contribuíram para a Previdência Social, estão marginalizados com essa situação. O representante disse que desde 1995 há uma defasagem de 80% na comparação dos reajustes do salário mínimo com os das aposentadorias. Rebelo Filho disse também que não acredita que a equiparação vá quebrar a Previdência Social.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC


O representante da Cobap também afirmou que o reajuste de 3,30% não melhora o poder de compra dos aposentados e pensionistas. Desde 1994, o reajuste dos benefícios da Previdência superiores a um salário é desvinculado do aumento do salário mínimo.

O aumento de aposentadorias e pensões tem por base a inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A Cobap quer a aprovação no Congresso do Projeto de Lei 58, de 2003, que reunifica os aumentos.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade