Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Baixa de 2,92%

Saiba quanto custa a cesta básica em Londrina

Edson Pereira Filho/Equipe Folha
05 jun 2009 às 08:25
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Apesar da queda de 2,92% no preço dos produtos da cesta básica, o consumidor deve ficar atento ao aumento do custos dos alimentos devido os efeitos das geadas dos últimos dias.

A dica é do professor de Economia da Faculdade Pitágoras, Flávio Oliveira dos Santos, coordenador da Pesquisa da Cesta Básica em Londrina. O pesquisador calcula que folhosas como alface, chicória, brócolis, repolho entre outras devem ter seus preços majorados nos próximos dias.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O estudioso prevê também, devido o pasto ressecado pelo forte frio, que haja aumento no custo da carne e do leite tipo ''C'', este último acumulando uma alta progressiva, desde o início do ano, de 34%.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC


A pesquisa fechada anteontem pelo professor e alunos da universidade, aponta que o tomate teve uma queda de 21% e a banana 23,96%, a maior entre os 13 produtos que compõem a cesta. ''Estes (tomate e banana) também terão aumento de preço devido a geada'', prevê.

Publicidade


O café apresentou a terceira maior queda na composição da cesta, caindo 9,88%. Para o pão e a farinha, a variação para baixo do dólar colaborou para que o preço sofresse uma queda de 0,79% e 0,89%, respectivamente. Além da alta progressiva do leite tipo ''C'', o leite de embalagem longa vida já utrapassou a casa dos R$ 2,00. ''Assim como na questão dos produtos atingidos pela geada, o consumidor deve pesquisar mais para consumir um leite mais barato'', pontua.


O preço médio da cesta-básica para uma pessoa no mês de maio ficou em R$ 191,06. Já para uma família de quatro pessoas, o valor foi de R$ 573,18. A queda, para ambos, foi da ordem de 2,92%. O valor da cesta em abril para uma pessoa e quatro pessoas, respectivamente, foi de R$ 196,82 e R$ 590,45.

Publicidade


Dos 9 supermercados pesquisados, o mais caro cobrou de uma pessoa o valor de R$ 213,33 pela cesta e, para quatro, R$ 639,98. O supermercado mais barato cobrou de uma e quatro pessoas, respectivamente, R$ 173,37 e R$ 520,10. Já para 4 pessoas, R$ 458,69. A diferença entre o mercado mais caro e o mais barato foi de 23,05%.


Caso o consumidor viesse a fazer pesquisa de preço, o valor da cesta cairia para R$ 152,90 para uma pessoa, e R$ 458,69 para a família de 4 pessoas. A pesquisa geraria uma economia de R$ 181,29 ou 39,52%.


Matéria relacionada:

Com geadas, preço de hortaliças sobe até 100%


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade