Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Até segunda

Sem acordo, greve dos bancários continua

Agência Brasil
01 out 2009 às 22:18
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A greve que paralisa há oito dias 6.944 agência bancárias em 26 estados deve continuar pelo menos até amanhã (2). O Comando Nacional dos Bancários não conseguiu chegar a um acordo com Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e suspendeu as negociações na noite de hoje (1º). O diálogo será retomado amanhã (2) às 11 horas.

O Comando Nacional dos Bancários informou, por meio de nota, que as discussões se concentram na fórmula para o cálculo dos valores referentes à participação nos lucros e resultados (PRL). "Deixamos claro que uma proposta que reduz a PLR é inaceitável pela categoria, diante da imensa lucratividade dos bancos. E insistimos na fórmula aprovada pela Conferência Nacional dos Bancários, com o pagamento de três salários e mais R$ 3.850".

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


A orientação do comando nacional é de que o movimento continue e seja ampliado em todo o país até que a Fenaban apresente uma proposta que atenda às reivindicações dos bancários. Até o momento, a federação ofereceu um reajuste salarial de 4,5% e mais 5,5% de participação nos lucros e resultados.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise

Um terço das famílias brasileiras sobreviveu com renda de até R$ 500 por mês em 2021, mostra FGV

Imagem de destaque
97,5 milhões de ocupados

Taxa de desemprego no Brasil cai para 9,8%, segundo IBGE

Imagem de destaque
Atenção à data

Termina nesta terça o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Imagem de destaque
Resultado animador

Número de inadimplentes de Londrina cai 14% em abril, segundo dados do SPC

A categoria reivindica 10% de reajuste salarial e PLR de três salários, acrescidos de valor fixo de R$ 3.850. Os trabalhadores também querem a inclusão na convenção coletiva de trabalho de uma cláusula de proteção ao emprego em caso de fusão de bancos.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade