Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
No Vermelho

Sony Ericsson demite 2 mil após prejuízo

Agência Estado
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A fabricante de celulares Sony Ericsson informou prejuízo líquido de 293 milhões de euros (US$ 382,5 milhões) durante o primeiro trimestre, ante lucro de 133 milhões de euros no mesmo período do ano passado. O prejuízo antes de impostos no período foi de 370 milhões de euros, valor em linha com o alerta da empresa no mês passado, quando disse que esperava perdas de 340 milhões a 390 milhões de euros. Por conta do mau resultado do período, a companhia anunciou a demissão de mais dois mil funcionários, 20% de sua força de trabalho.
As vendas do primeiro trimestre recuaram para 1,74 bilhão de euros, de 2,7 bilhões de euros no mesmo período do ano passado. Os embarques de telefones cederam 40% para 14,5 milhões de unidades, ante 24,2 milhões no quarto trimestre. O preço médio de venda de cada aparelho foi de 120 euros, ante 121 euros no quarto trimestre de 2008, enquanto a fatia de mercado da empresa encolheu para 6%, de 8% no último trimestre do ano passado.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

"Perdemos mercado na América Latina, Índia e África, onde os consumidores migraram para aparelhos mais baratos", afirmou o vice-presidente da Sony Ericsson, Anders Runevad, durante conferência por telefone. "Vamos focar mais na geração de receita que na fatia de mercado", afirmou.

Continua depois da publicidade


A companhia disse que as duas mil demissões anunciadas, de um total de dez mil, vão custar 200 milhões de euros à empresa, mas as despesas operacionais deverão diminuir 400 milhões de euros até meados de 2010. A empresa já tinha demitido duas mil pessoas em rodadas de cortes anteriores.

A Sony Ericsson prevê que o mercado global de celulares irá contrair pelo menos 10% neste ano, de cerca de 1,19 bilhões de unidades vendidas em 2008. A previsão ficou em linha com a da Nokia, que divulgou balanço ontem. Também ecoando a Nokia, executivos da Sony Ericsson disseram que o ritmo de redução dos estoques nos distribuidores e varejistas diminuiu, mas isso não significa que a queda na demanda teve fim. As informações são da Dow Jones.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade