Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução
Continua depois da publicidade
Wi-Fi Calling

Vivo é a primeira operadora do Brasil a liberar ligações Wi-Fi

Redação Bonde
23 mar 2016 às 20:33
Continua depois da publicidade

Já pensou em poder usar redes Wi-Fi para realizar chamadas? Algumas operadoras no mundo já oferecem um serviço chamado Wi-Fi Calling, que é muito útil quando o sinal do celular está fraco ou para não pagar roaming no exterior.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

No Brasil, a Vivo foi a primeira operadora móvel no Brasil a oferecer este serviço. A novidade é que permite usá-lo nativamente no celular, sem que precise de um aplicativo.


O serviço funciona em iPhones (modelo 5c ou superior), que estejam com o novo iOS 9.3. Para ativar o serviço, é muito simples. Vá em "Ajustes", "Telefones" e "Ligações Wi-Fi".


O Android também tem suporte ao Wi-Fi Calling desde a versão KitKat 4.4, e fabricantes como a Samsung, por exemplo, têm implementações próprias. O Windows Phone tem esse recurso desde a versão 8.1 Update 2.


A operadora afirmou em comunicado que "tem planos de levar a tecnologia também para outros smartphones".

Continua depois da publicidade


Além desta novidade, desde outubro do ano passado, a operadora oferece um app chamado TU Go para Android, Windows, Windows Phone e iOS.


Este aplicativo permite realizar ligações e enviar SMS por meio de conexão à internet (Wi-Fi, 3G e 4G). No entanto, este serviço não sai de graça, pois as chamadas realizadas e as trocas de mensagem são descontadas do plano, mas você se livra do roaming.


O Wi-Fi Calling parece um serviço VoIP, mas sua voz chega ao destinatário por meio das torres de celular, utilizando a infraestrutura da operadora. Por isso, o destinatário não precisa usar um app: ele receberá a chamada pela rede celular tradicional, e saberá quem está ligando.

Operadoras como Oi e GVT têm um serviço parecido com Wi-Fi Calling, mas válido apenas para linhas fixas. O projeto piloto não avançou, e o app deixou de funcionar. O GVT Freedom, no entanto, continua ativo. (com informações do Gizmodo Brasil)


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade