Pesquisar

Canais

Serviços

- Micaela Orikasa/Grupo Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Zona norte

Londrina: atraso na obra da Cidade Industrial pode gerar rescisão de contrato

Micaela Orikasa/Grupo Folha
03 ago 2021 às 19:34
Continua depois da publicidade

Em visita à obra da Cidade Industrial de Londrina, no prolongamento da Avenida Saul Elkind (zona norte), fiscais da Prefeitura Municipal constataram que os serviços seguem em ritmo muito lento. A expectativa na vistoria realizada nesta manhã de terça-feira (3) era que a obra tivesse avançado para 40% em execução, mas de acordo com os fiscais o índice estava próximo de 6%. Uma nova medição deverá ser realizada ainda nesta semana.

Continua depois da publicidade


"O que estamos observando hoje é que não existe uma força-tarefa para dar andamento ao projeto. Estamos notificando a construtora para saber quantos funcionários estão trabalhando nesta obra e vamos nos reunir com a secretaria municipal de Obras e Pavimentação, Gestão Pública e Codel (Instituto de Desenvolvimento de Londrina) para tomarmos uma providência”, disse o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada.

Continua depois da publicidade


De acordo com ele, a penalidade a ser aplicada à construtora Squadro, de Curitiba, responsável pela obra, pode ser desde notificações à multa e rescisão de contrato. "Eu esperava pelo menos mais funcionários e maquinários trabalhando aqui hoje, mas o relato que os fiscais que visitam a obra quase que diariamente nos dão é de que não há movimento de obra. Esse é o projeto mais importante do município, pois vai gerar crescimento econômico, gerar empregos e tem demandado um valor muito alto de recursos públicos”, destacou.


Continue lendo na FOLHA:

Continua depois da publicidade

Representantes e fiscais da Prefeitura Municipal vão realizar uma reunião nos próximos dias para definir quais providências serão tomadas; medição aponta que apenas 6% dos trabalhos foram executados


Continue lendo