Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Presa com homens

Delegado do Pará renuncia após declaração sobre jovem

Agência Brasil
28 nov 2007 às 21:26
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Delegado renuncia após declaração sobre jovem presa com homens no Pará
O delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Raimundo Benassuly, deixou hoje (28) do cargo por causa das declarações sobre a adolescente presa numa cela com homens de Abaetetuba (PA). Em audiência ontem (27) no Senado, ele afirmou que a jovem sofreria de deficiência mental por não ter informado que era menor de idade enquanto estava detida.

De acordo com nota oficial divulgada pelo governo do Pará, o atual delegado-geral adjunto, Justiniano Alves Júnior, assumiu interinamente o cargo. Benassuly reconheceu que se expressou de maneira inadequada e colocou o cargo à disposição da governadora Ana Júlia Carepa, que aceitou a renúncia e considerou que a permanência do delegado tornou-se insustentável.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Segundo o comunicado, a governadora determinou que a carceragem da delegacia de Abaetetuba, onde a jovem ficou presa por cerca de um mês com 20 homens, seja desativada e demolida. No lugar, será construído um centro de triagem com espaço adequado para homens e mulheres presos.

Leia mais:

Imagem de destaque
Sexto membro do bloco

Cúpula do Mercosul em Assunção sela entrada da Bolívia

Imagem de destaque
Vitória da esquerda francesa

Após resultado das eleições, Lula afirma que aliança progressista na França serve de inspiração

Imagem de destaque
Espanha, Malta, Alemanha...

Entenda como é o uso de drogas em países que foram além da descriminalização

Imagem de destaque
Arcebispo conservador

Vaticano excomunga arcebispo que chamou papa de 'servo de Satanás'


Laudos do Instituto Médico Legal do Pará, divulgados hoje (28) pela Polícia Civil do estado, atestam que a adolescente tem entre 15 e 17 anos. Os exames também constataram lesões corporais e sinais de abuso sexual, mas deram negativo para gravidez e doenças sexualmente transmissíveis.

Os resultados foram anunciados pelo delegado Justiniano Alves Júnior. A adolescente foi incluída no Programa de Proteção à Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República. Com isso, ela, o pai e a madrasta foram retirados do estado. A mãe e os irmãos da jovem estão sob proteção da Polícia Federal.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade