Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Tratamento adequado

Dianóstico precoce é principal arma contra a tuberculose

Redação Bonde
13 mar 2007 às 20:44
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

No dia 24 de março a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) promove no Brasil o Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose. Segundo informações da assessoria de comunicação da entidade, cerca de seis mil pessoas morrem por ano no Brasil vitimadas pela tuberculose, uma doença que se alastra na aglomeração urbana e que atinge a camada menos favorecida da população, os usuários de drogas ilícitas endovenosas e os portadores do vírus HIV.

De acordo com estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), que fez uma avaliação sobre as ações de prevenção e distribuição de medicamentos para o tratamento da doença nos estados e municípios, o Brasil está entre os 22 países que concentram 80% dos casos de tuberculose no mundo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Estima-se que um terço da população brasileira também esteja infectada pelo bacilo da tuberculose e os dados indicam a ocorrência de 116 mil casos da doença por ano no Brasil, dos quais são notificados aproximadamente 90 mil. Ou seja, 26 mil casos não são diagnosticados por falta de acesso ao sistema de saúde ou por falha de diagnóstico. Além disso, o País é o 14º em número de casos. O percentual de abandono do tratamento está em torno de 12% no país, chegando, em algumas capitais, ao valor de 30 a 40%, o que pode resultar em elevadas taxas de resistência aos medicamentos e de formas de tuberculose mais graves.

Leia mais:

Imagem de destaque

PL antiaborto deixa a lei brasileira tão dura quanto a de países como Afeganistão e Indonésia

Imagem de destaque
Veja vídeo

Kate Middleton faz primeira aparição pública oficial após confirmar câncer

Imagem de destaque
Cantora francesa

Françoise Hardy pediu a Macron em carta a legalização da eutanásia

Imagem de destaque

Acordo evita que torcedores condenados por racismo contra de Vinicius Jr. sejam presos


A maneira mais eficaz de controlar a Tuberculose é através de um diagnóstico rápido e a aplicação do tratamento na totalidade dos casos. De acordo com o presidente da SBPT, Dr. Antônio Carlos Lemos, a tuberculose é facilmente transmitida pelos doentes através da fala e da tosse e quanto mais cedo descobrir alguém doente na comunidade, mais rápido e fácil a possibilidade de tratamento e interrupção da transmissão. "Dessa forma podemos quebrar a cadeia de transmissão da doença", diz.

Publicidade


O aumento da detecção de casos e o tratamento adequado, volta a enfatizar o presidente da SBPT, são as melhores formas de combater a doença nos países com alta incidência, como é o caso do Brasil. Lemos afirma que é preciso uma mobilização da sociedade civil no sentido de contribuir com a identificação de sintomáticos respiratórios (aqueles que tem tosse por um período de 3 semanas ou mais) e dos pacientes que estão em tratamento para Tuberculose.


Para isso, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia recomenda a procura de um serviço de saúde onde poderá ser feita para avaliação clínica, a fim de se diagnosticar com precisão a doença e suas variações. "Uma grande preocupação mundial na atualidade é a Tuberculose Multirresistente. Recentemente tivemos um surto com quadro de evolução rapidamente fatal", destaca Lemos.

Números da tuberculose:

Publicidade


- 2 bilhões de infectados no mundo


- Um terço da população mundial está infectada com o bacilo da Tuberculose

- 8 milhões de casos novos por ano, com 2 milhões de óbitos


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade