Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
RIP Rani

Elefanta morre do coração após se desesperar com cachorro em zoo nos EUA

UOL/Folhapress
20 out 2023 às 10:20
- Reprodução/Facebook Zoológico de Saint Louis
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Uma elefanta asiática de 27 anos desmaiou e morreu depois que um cachorro de pequeno porte invadiu o Zoológico de Saint Louis, no Missouri (EUA), provocando agitação entre os animais do parque.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

A elefanta, chamada Rani, morreu por volta das 16h de sexta-feira (13), menos de meia hora depois que um cachorro foi visto correndo em uma área próxima ao abrigo dos elefantes, segundo informou o zoológico na segunda-feira (16), em um comunicado oficial.

Leia mais:

Imagem de destaque

Militar dos EUA morre após atear fogo em si mesmo ao lado da embaixada de Israel

Imagem de destaque
Jovens devolvidos ao Brasil

Argentina aperta cerco contra estudantes brasileiros sem visto e 'falsos turistas'

Imagem de destaque
Medidas de precaução

Argentina vive explosão de casos de dengue e invasão de mosquitos

Imagem de destaque
Topless em frente à catedral

Ucraniana do OnlyFans é procurada pela Rússia por topless na Praça Vermelha


Os resultados iniciais da necropsia revelaram algumas alterações preexistentes no coração de Rani e mais testes estão sendo feitos para determinar o significado das alterações.

Publicidade


Segundo o zoológico, um cachorrinho perdido entrou no zoológico por volta das 15h40 de sexta-feira, sendo visto correndo em uma área não pública perto do abrigo dos elefantes.


Enquanto a equipe de cuidadores trabalhava para conter o cão, que foi rapidamente recolhido e entregue a um abrigo, sua presença fez com que um elefante, que estava do lado de fora, ficasse agitado.

Publicidade


Os cuidadores trabalharam rapidamente para mover o elefante para dentro do abrigo, longe da perturbação. Enquanto a situação ocorria ao ar livre, Rani estava jantando em seu recinto. Ela não estava próxima e tampouco avistou o cachorro.


VOCALIZAÇÕES AGITARAM RANI 

Publicidade


Segundo a equipe, a elefanta ficou agitada em reação às vocalizações da manada. Eles viram a elefanta andar em círculos e vocalizar, tudo em um breve período, antes de desmaiar.

Publicidade


Equipes de cuidados com elefantes e saúde animal do zoológico realizaram um atendimento de emergência, porém, não tiveram sucesso em reanimá-la.


"Estamos absolutamente devastados. Pedimos o apoio da comunidade durante este momento difícil", disse Michael Macek, diretor do parque. "Nossa equipe de especialistas profissionais em cuidados com animais fez todo o possível, mas não conseguimos salvá-la".

Publicidade


A gerente do zoológico, Katie Pilgram-Kloppe, disse que Rani era um membro especial do grupo familiar de elefantes do zoológico.


"Ela adorava brincar com suas irmãs Maliha e Priya. Enquanto crescia aqui em Saint Louis, ela aprendeu com sua própria mãe, Ellie, como ser uma mãe incrível. Ela tinha um ótimo relacionamento com sua equipe de cuidadores e com todos os outros elefantes. Ao socializar com sua família, ela fazia um barulho único e agudo que sua filha Jade também imita", disse Katie Pilgram-Kloppe, gerente do Saint Louis Zoo.


Os elefantes asiáticos são classificados como ameaçados de extinção, segundo a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza. Dada a diminuição da população de elefantes asiáticos, o Zoológico de Saint Louis se diz empenhado em conservar a espécie.


Imagem
Londrina é a cidade do Paraná com mais solicitações de atendimento de acidentes com escorpiões
Dados coletados pelo CIATox (Centro de Informações e Assistência Toxicológicas), do HU/UEL mostram que Londrina é o município com mais solicitações de atendimento de acidentes com escorpiões em 2023.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade