Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Última hora

Hoje é o último dia para regularizar o título de eleitor

Redação - Bonde
26 abr 2007 às 12:49
No Paraná, 99.918 eleitores estão em situação irregular com a Justiça Eleitoral - Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Hoje é o último dia para que eleitores em situação irregular fiquem em dia com a Justiça Eleitoral. Cerca de 125 mil eleitores já quitaram o débito com a Justiça Eleitoral. Contudo, mais de 1,7 milhão ainda estão pendentes e precisam procurar os cartórios eleitorais. Deve regularizar o título quem não votou nem justificou a ausência nas três últimas eleições consecutivas - o Referendo de 2005 (plebiscito sobre o desarmamento) e o 1º e 2º turnos das eleições de 2006.

No Paraná, 99.918 eleitores estão nesta situação e podem ter seus títulos cancelados. Porém, segundo o Tribunal Regional Eleitoral, até a manhã desta quinta-feira (26), apenas 18% dos eleitores regularizaram a situação. No estado, 132.813 títulos foram cancelados em 2003, 57.244 em 2005 e 32.999 em 2006.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Estão desobrigados de regularizar o título aqueles para quem o voto é facultativo. Assim, maiores de 16 e menores de 18 anos, analfabetos e maiores de 70 anos não precisam ir aos cartórios. Quem tinha 69 anos em algum dos três últimos pleitos e não justificou a ausência, precisa regularizar a situação do título.

Leia mais:

Imagem de destaque
Clipe polêmico

Anitta fala sobre intolerância religiosa à imprensa internacional

Imagem de destaque
Rylo Huncho

Rapper americano morre após atirar acidentalmente na própria cabeça

Imagem de destaque
Volta aos ringues

Whindersson Nunes lutará em mesmo evento de Mike Tyson com transmissão da Netflix

Imagem de destaque
Veja os 100+

Revista elege Cristiano Ronaldo como melhor jogador europeu da história


Além do risco de perder o título, o eleitor faltoso deixa de contar com alguns direitos essenciais à cidadania. Se perder o título, a pessoa não pode tirar documentos de identidade ou passaporte, renovar matrícula em escola pública, inscrever-se em concurso público, participar de concorrências em órgãos públicos, praticar qualquer ato que exija quitação do serviço militar ou imposto de renda, e, se for servidor público, não recebe sequer o salário correspondente ao segundo mês subseqüente ao da eleição (artigo 7º, incisos I a VII do Código Eleitoral).

Publicidade


Locais de consulta


A relação dos nomes e respectivas inscrições dos eleitores faltosos está afixada nos cartórios eleitorais desde o dia 26 de fevereiro, quando começou a contagem do prazo de 60 dias para a regularização.

O eleitor também pode verificar a situação de seu título por meio da internet, na página do TSE . Para regularizar a situação, basta que o eleitor leve ao cartório um documento de identidade e um comprovante de residência.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade