Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Veredicto

Justiça britânica condena polícia no caso Jean Charles

Redação Bonde
01 nov 2007 às 18:20
Jean Charles de Menezes foi morto ao ser confundido com um homem-bomba - Arquivo da família
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Polícia Metropolitana de Londres foi considerada culpada de colocar a segurança pública em risco no episódio que resultou na morte do eletricista brasileiro Jean Charles de Menezes.

O eletricista foi morto a tiros pela polícia em 22 de julho de 2005, ao entrar em um vagão de metrô na estação de Stockwell, no sul de Londres, depois de ser confundido com um homem-bomba. A morte aconteceu um dia depois de atentados frustrados contra o sistema de transporte de Londres.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A promotoria identificou 19 falhas da operação policial nas horas anteriores à morte de Jean Charles.

Leia mais:

Imagem de destaque
Pessoas em situação de rua

Buenos Aires registra cinco mortes pelo frio em menos de um mês

Imagem de destaque
Tecnologia

Primeiro autoteste para hepatite C é pré-qualificado pela OMS

Imagem de destaque
AirHelp

Brasil deixa top 3 em ranking de melhores aeroportos do mundo; Brasília conquista 5º lugar

Imagem de destaque
Soterrado por uma avalanche

Desaparecido há 22 anos, alpinista é encontrado mumificado em montanha do Peru


A polícia foi condenada a pagar multa de 175 mil libras (cerca de R$ 634 mil) e mais 385 mil libras (cerca de R$ 1,394 milhão) pelos custos do processo.


A comandante Cressida Dick, que estava à frente da operação, foi isenta de qualquer responsabilidade individual.

As informações são da BBC Brasil.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade