Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Tinha câncer

Morre O.J. Simpson, ex-jogador de futebol americano, aos 76 anos

UOL/Folhapress
11 abr 2024 às 13:05
- Reprodução/X
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

OJ Simpson, ex-jogador de futebol americano, morreu na quarta-feira (10), em Las Vegas, após batalha contra o câncer.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Relações internacionais

Longe da líder China, EUA miram qualidade na relação comercial com Brasil

Imagem de destaque
Críticas

Movimento 'Blockout' nas redes sociais mira celebridades nos EUA

Imagem de destaque
Treta

Travis Scott e Tyga brigam durante festa em Cannes

Imagem de destaque
Flórida

Justiça dos EUA marca julgamento de processo para indenização das vítimas do voo da Chapecoense

"No dia 10 de abril, o nosso pai, Orenthal James Simpson, sucumbiu à sua batalha contra o cancêr. Ele estava cercado por seus filhos e netos", escreveu a família na conta oficial de OJ no Twitter.

Publicidade


OJ lutadou contra o câncer de próstata nos últimos anos, mas sua saúde piorou recentemente. Ele chegou a ser internado e recebeu cuidados paliativos nos últimos meses.


O ex-jogador atuou na principal liga de futebol americano entre 1968 e 1979. Apesar se ser um dos astros da história da NFL, ele nunca conquistou um Super Bowl.

Publicidade


Ele teve passagens por franquias como Buffalo Bills e San Francisco 49ers. Em 1973, OJ se tornou o primeiro jogador a correr mais de duas mil jardas em uma temporada.


Simpson também ganhou as manchetes com o que ficou conhecido como 'o julgamento do século'. Ele foi julgado pelo duplo assassinato de sua ex-esposa, Nicole Brown Simpson, e de seu amigo, Ron Goldman, em 1994.

Publicidade


OJ se declarou inocente e foi absolvido em 1995, mas dois anos depois perdeu um julgamento civil. Ele foi condenado a pagar 33,5 milhões de dólares por danos.


Imagem
Justiça do Rio suspende multa de R$ 16 milhões a Neymar por lago artificial
A Justiça do Rio de Janeiro suspendeu a cobrança de multa de R$ 16 milhões aplicada a Neymar por conta das obras do lago artificial construído em uma mansão em Mangaratiba
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade