Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Colega da universidade

Princesa Mako, do Japão, se casa com plebeu e deixa família imperial

Ansa Brasil
26 out 2021 às 12:22
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A princesa Mako, sobrinha do imperador do Japão, Naruhito, deixou oficialmente a família real do país asiático nesta terça-feira (26) ao se casar com o plebeu Kei Komuro, um ex-colega de universidade que trabalha em um escritório de advocacia.


A união do casal aconteceu sem grande cerimônia, definida apenas pela assinatura do registro no município de Tóquio. O casamento confirmou a saída da princesa da família imperial japonesa.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


De acordo com as leis do país asiático, as mulheres que pertencem à nobreza devem se casar apenas com alguém que também tenha origem real, caso contrário, perdem seus direitos e deveres como membro da família imperial.

Leia mais:

Imagem de destaque
Ensino Superior

Brasil tem 22 graduações avaliadas entre as melhores do mundo, aponta ranking

Imagem de destaque
Alerta

Hepatites virais matam 3,5 mil pessoas por dia no mundo, afirma OMS

Imagem de destaque
Abril de 2025

Lula adia pela 3ª vez retomada de exigência de visto para EUA, Canadá e Austrália

Imagem de destaque
Veja o vídeo

Lady Gaga aparece como Arlequina no primeiro trailer de 'Coringa 2', que estreia em outubro


Após o casamento, Mako deverá deixar o Japão e seguir seu esposo para Nova York, nos Estados Unidos, onde provavelmente vão morar em um condomínio. O casal deveria ter dado uma coletiva de imprensa, mas os jovens optaram por uma breve apresentação e depois distribuíram respostas pré-escritas a cinco perguntas feitas pela mídia.

Publicidade


A decisão foi tomada para evitar um cansaço mental excessivo da princesa, que sofreu de estresse pós-traumático nos últimos anos em função dos vários comentários ofensivos recebidos em diversas plataformas.


Na oportunidade, Mako usou um vestido verde claro e segurava um buquê de flores. Antes de deixar sua residência, a jovem se despediu dos pais, o príncipe herdeiro Fumihito e a princesa Kiko, com uma série de reverências. Ela também deu um longo abraço na irmã mais nova, Kako.


Mako optou em não receber uma indenização governamental estimada em 152 milhões de ienes (cerca de 1,17 milhões de euros), destinada a garantir a "manutenção de uma vida decente" após o casamento. Esta é a primeira vez desde o final da Segunda Guerra Mundial que essa compensação não foi paga. 


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade