Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Circulação

Uso excessivo de sapatos de salto pode causar varizes

Redação Bonde
21 abr 2007 às 14:05
Uso diário de salto muito alto acaba mudando a conformação dos pés - Arquivo Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Ninguém pode negar que o uso de sapato alto chama e muito à atenção, principalmente se está acompanhado de um belo vestido preto ou uma saia mais justa. A vaidade sobe às alturas e os elogios começam a desabrochar. Mas o uso execessivo de sandálias e sapatos com salto no dia-a-dia pode implicar no aparecimento das indesejáveis varizes.

Na planta do pé há um tecido semelhante a uma esponja, chamado bomba plantar, que é comprimido durante o caminhar. Neste processo acontece um movimento de flexão e extensão que auxilia a volta do sangue ao coração. "As mulheres ao usar salto muito alto, acabam mudando a conformação dos pés, e o que provoca dificuldade na contração desta esponja. Deste modo, a força de retorno do sangue diminui, podendo causar varizes", explica o Dr. José João Lopes, angiologista e cirurgião vascular.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Mudanças de hábitos e costumes que, às vezes parecem insubstituíveis são necessárias para ter uma vida saudável, com menos chances de ter varizes futuras. Intercalar o uso de sapatos com saltos mais altos e mais baixos é uma bos estratégia. No caminho para o trabalho optar por um tênis em vez de cansar a perna com um salto, faz toda a diferença. O que não pode acontecer é deixar que os pés se acostumem apenas com um tipo específico de salto.

Leia mais:

Imagem de destaque
Competição de gigantes

Google tenta superar 'humanidade' de novo ChatGPT com assistentes de IA que erram menos

Imagem de destaque
Em junho

Filhos de Maradona entram com processo para impedir leilão da Bola de Ouro do pai

Imagem de destaque
Descobertas de anticorpos

Após morte do pai por Covid, cientista brasileira em Harvard busca novos antivirais

Imagem de destaque
Mudança de estereótipo

'Dirija como uma mulher'; França lança campanha para reduzir mortes no trânsito


Para o especialista o uso diário do salto alto não é aconselhável. "Deve-se usar sapatos baixos e saltos no máximo de 3 a 4 centímetros de altura", recomenda.

Publicidade


O que são as varizes?


Varizes são veias dilatadas e tortuosas que se desenvolvem sob a superfície da pele. Dependendo da fase em que se encontram, podem ser de pequeno, médio ou de grande calibre. A palavra variz se origina do latim: varix que sigifica serpente. As veias mais acometidas pela doença varicosa são as dos membros inferiores: nos pés, pernas e coxas.

Publicidade


Algumas pessoas apresentam minúsculas ramificações, de coloração avermelhada. Estes casos costumam ser assintomáticos e provocam apenas desconforto estético em seus portadores. Esses pequenos vasos se localizam logo abaixo da pele (camada intradérmica)


As varizes se constituem num dos problemas mais antigos do ser humano. O sangue é bombeado pelo coração para dentro das artérias que, por sua vez, levam este sangue para todas as partes de nosso corpo. Todas as células de nosso organismo são nutridas por este sangue. Já as veias têm como função drenar o sangue de volta para o coração.

Publicidade


Andar sobre as duas pernas criou um sério problema para a circulação: o coração fica bem distante dos pés e das pernas. O sangue desce muito facilmente do coração até as pernas e os pés, através das artérias. Mas precisa desenvolver esforço muito grande para voltar dos pés e pernas até o coração. E este esforço é desenvolvido contra a força da gravidade. Esta tarefa de retorno venoso é executada pela veias. Por isto a natureza lança mão de alguns mecanismos para facilitar o retorno do sangue das pernas até o coração, como válvulas venosas, a bomba plantar e a bomba muscular da panturrilha. Esses mecanismos naturais são acionados durante o caminhar, estimulando a circulação do sangue. Daí a importância de fazer caminhadas com frequência.


É preciso que estes mecanismos que ajudam no retorno venoso funcionem perfeitamente; o mau funcionamento das válvulas venosas está entre as principais causas para a formação das varizes.

Publicidade


Quem tem varizes?


Nem todo mundo tem varizes. Calcula-se que 18% da população adulta tem varizes. Só no Brasil estima-se que mais de vinte milhões de pessoas carregam esta doença. E, dessas pessoas, as maiores vítimas são as mulheres por causa dos hormônios femininos – principalmente a progesterona que favorece a dilatação das veias. Agora, o principal fator de risco para se ter varizes é a presença desta doença na família: a hereditariedade. Outros fatores também contribuem para faforecer o aparecimento das varizes ou agravar as varizes de quem já as tem, como idede, obsidade, traumatismo nas pernas, exposição ao calor, tabagismo, gravidez, sedentarismo e pílulas anticoncepcionais.

Publicidade


Tratamento


Existem diferentes tipos de tratamentos para as varizes. O mais importante são as medidas preventivas. Quando estas medidas de precaução não são suficientes, um angiologista (médico especializado em doenças do sistema circulatório) poderá indicar um ou vários tratamentos. A medicina moderna oferece tratamentos que vão de medicamentos ao uso do laser e modernas técnicas de cirurgia.

(Com informações da Facto Assessoria de Comunicação e Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular)


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade