Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Paraná

Aumento do piso salarial é encaminhado à Assembléia

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nelson Justus (DEM), recebeu o projeto de lei do governador Roberto Requião que reajusta em 14,9% o salário mínimo regional no Paraná. A proposta foi encaminhada à Comissão de Constituição e Justiça. Justus disse que reajuste representa uma injeção de ânimo no mercado em tempos de crise e defendeu a celeridade na sua votação no Legislativo, mas pediu entendimento entre trabalhadores e empresariado para sua votação.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

O piso regional – em seis faixas entre R$ 605,27 e R$ 629,65 – é superior em 12,05% ao valor praticado nos demais Estados. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o novo piso regional deve beneficiar 453 mil trabalhadores.

Continua depois da publicidade


A proposta de reajuste do piso salarial considerou que, segundo registros do Ministério do Trabalho e Emprego, o salário médio de admissão dos trabalhadores paranaenses praticados em 2008 (R$ 642,65) foi 9,1% superior ao de 2007 (R$ 588,79) e 54% maior que o salário mínimo (R$ 415,00) vigente em 2008.


FAIXAS SALARIAIS - Segundo o governador, o estabelecimento dos valores dos pisos regionais leva em conta os critérios determinados pela lei vigente, que tem como base os Grandes Grupos Ocupacionais definidos pela Classificação Brasileira de Ocupações e as diferenças de valor entre os pisos e os grupos ocupacionais da Lei Estadual 15.486, de 2007.

Com base nesses critérios, foram estabelecidos os pisos salariais para seis faixas de trabalhadores. Assim, será de R$ 629,65 para os técnicos de nível médio; de R$ 625,06 para os trabalhadores da produção de bens e serviços industriais: de R$ 620,46 para os trabalhadores de serviços administrativos; de R$ 614,72 para os trabalhadores de reparação e manutenção; de R$ 610,12 para os vendedores do comércio em lojas e mercados; e de R$ 605,52 para os trabalhadores empregados nas atividades agropecuárias, florestais e da pesca.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade