30/07/21
PUBLICIDADE
Ex-presidente do Nacional

MP pede que assassino confesso de ex-vereador de Rolândia vá a júri popular

Micaela Orikasa/Grupo Folha
Micaela Orikasa/Grupo Folha


O MPPR (Ministério Público do Paraná) entrou com pedido para que o jogador de futebol Vinícius Henrique Corsini da Silva seja submetido a julgamento pelo júri popular pelo homicídio do ex-vereador de Rolândia e ex-presidente do Nacional Atlético Clube, José Danilson Alves de Oliveira (58), que morreu a golpe de facas em setembro do ano passado. Na época, o réu assumiu a autoria do crime em depoimento ao delegado Marcos Rubira, e alegou que José Danilson teria conversado de forma maliciosa com a sua mãe, e isso teria alimentado o ódio que sentia do empresário no período em que conviveu com ele.

Segundo o MPPR, a justificativa para o Tribunal Popular é de que ele teria praticado o crime que pode ser enquadrado em três qualificações previstas no Código penal: motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa. Caso seja condenado as penas podem superar os 30 anos de cadeia

Leia mais na Folha de Londrina.

.
Vitor Ogawa - Grupo Folha
Continue lendo
Conversa fiada

Após ataques de Bolsonaro às eleições, Lira diz não ver chance em PEC do voto impresso

30 JUL 2021 às 15h38
Cobrança de propina para visto

Haitianos conseguem vir ao Brasil sem visto após denúncia de irregularidades

30 JUL 2021 às 15h23
'Crime anunciado'

Ex-funcionários da Cinemateca listam acervo perdido no incêndio e criticam Bolsonaro

30 JUL 2021 às 15h05
Tragédia

Bombeiros ainda lutam contra fogo na Cinemateca após 15 horas de incêndio

30 JUL 2021 às 14h58
Dados da Pnad

Segundo o IBGE, informalidade no mercado de trabalho sobe para 40%

30 JUL 2021 às 11h27
Atenção ao CTB

CMTU começa a fazer remoção de veículos abandonados ou apreendidos; veja taxas cobrada

30 JUL 2021 às 11h00
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados