Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Defesa da Copel

Paraná contesta modelo federal de energia elétrica

Redação - Bonde
24 jul 2003 às 15:48
Continua depois da publicidade

O Governo do Paraná distribuiu nesta quarta-feira (23) documentos contestando o modelo de energia elétrico proposto pelo Ministério de Minas e Energia, que cria um sistema de pool entre as empresas geradoras.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Pela proposta do governo Federal, a Copel, na condição de concessionária de distribuição detentora de geração, estaria obrigada a vender energia própria, substituindo-a por energia adquirida de terceiros através da Administradora de Contratos de Energia Elétrica (ACEE).

Continua depois da publicidade


Assim, as usinas geradoras teriam de vender sua energia a todas as distribuidoras do país, o que obrigaria o Paraná a comprar energia de outros geradores a um preço superior ao de sua produção que é auto-suficiente.


Segundo Ronald Ravedutti, diretor financeiro da Copel, a Companhia fez uma proposta e a apresentou ao Ministério de Minas e Energia defendendo sua posição de auto-suprimento e verticalização. A proposta da Copel é comercializar para outras concessionárias apenas o excedente de energia.


O governo estadual reforçou sua posição quanto à verticalização da Copel, acabando assim com as cinco subsidiárias (geração, transmissão, distribuição, telecomunicações e participações) que foram criadas em julho de 2001.

Continua depois da publicidade

Informações da Agência Estadual de Notícias


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade