Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Escalas regionais

Paraná têm novos mapas de solos detalhados

Agência Brasil
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

As unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa Florestas e Embrapa Solos – e o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) apresentaram hoje (7) um novo mapa geral dos solos do Paraná. Os 21 mapas regionais, em CD, e um livro descritivo foram lançados durante a 1ª Reunião Paranaense de Ciência do Solo, em Pato Branco.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Segundo o pesquisador da área de solos do Iapar Gonçalo Signorelli de Farias, os trabalhos de levantamento e classificação dos solos do Paraná começaram em 1966, na extinta Comissão de Estudos dos Recursos Naturais Renováveis, entidade pública mantida pelos governos federal e estadual. Esses estudos geraram sete mapas regionais na escala 1:300.000, entre 1970 e 1979, e um mapa geral na escala 1:600.000, publicado em 1984, que se esgotaram ao longo dos anos devido a intensa procura pelos usuários. "Os mapas têm que ser alterados devido à evolução na classificação do solo."

Continua depois da publicidade


Essas novas edições atualizam a nomenclatura usada nos mapas para identificar os solos, de acordo com o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, adotado oficialmente pelo país em 1999.


A novidade este ano é que está sendo oferecido um número maior de mapas regionais com escalas mais detalhadas. Os mapas de solos servem para o planejamento do uso e ocupação das terras, tanto para agricultura e pecuária quanto para preservação ambiental, manejo de bacias hidrográficas e uso urbanos. Os mapas vão também facilitar a identificação da grande variedade de solos em determinadas regiões do Paraná, solos frágeis, férteis e estáveis. "As pessoas têm que entender e classificar a terra onde vivem, onde plantam, isso é a base da vida", ressalta o pesquisador.

Todo o material estará disponível até o final do mês na Embrapa Florestas, em Colombo (PR) e na Solos, no Rio de Janeiro, e na sede do Iapar, em Curitiba. A rede de ensino pública do estado, bibliotecas e instituições de extensão rural vão receber os mapas gratuitamente.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade