Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/PF
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Incluindo apucaranense

PF prende em Curitiba responsável por aliciar brasileiros presos na Tailândia por tráfico internacional de drogas

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
05 mai 2022 às 08:33
Continua depois da publicidade

A PF (Polícia Federal) prendeu na manhã desta quinta-feira (5) a mulher responsável por aliciar os brasileiros - incluindo um apucaranense - que foram presos na Tailândia por tráfico internacional de drogas

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

 

Continua depois da publicidade

A Operação Ong Bak visa a responsabilização criminal de traficantes pelo aliciamento de dois homens e uma mulher que embarcaram em Curitiba e foram presos no aeroporto Internacional de Suvarnabhumi, em Bangkok, Tailândia, quando tentavam entrar naquele país com 15,5 quilos de cocaína nas bagagens, em 13 de fevereiro deste ano.


LEIA MAIS: Apucaranense preso por tráfico no aeroporto de Bangkok deve contratar advogado tailandês

 

Continua depois da publicidade

Conforme a PF, as investigações, que se iniciaram logo depois da prisão dos brasileiros, apontaram que os dois homens já haviam viajado para o exterior, antes do período da pandemia de Covid-19 em situações que demonstram que estariam transportando entorpecentes.

 

Houve cumprimento de dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, expedidos pela 9ª Vara da Justiça Federal da capital paranaense. As medidas judiciais visam a prisão em Curitiba da mulher responsável pelo aliciamento dos transportadores dos ilícitas e a obtenção de mais provas sobre o tráfico para o exterior.

 

A Polícia Federal ainda examina a possibilidade de requerer à Justiça Federal a extradição dos presos na Tailândia para que respondam pelos crimes praticados no Brasil.

 

A PF informa que os investigados vão responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas e associação criminosa para o tráfico, cujas penas somadas podem alcançar 25 anos de reclusão.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade