Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Em três dias

Polícia prende 39 pessoas durante Operação Norte

AEN
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Durante três dias, cerca de 200 policiais civis e militares cumpriram 160 mandados de busca e apreensão e prenderam 39 suspeitos, nas regiões de Telêmaco Borba, Apucarana, Londrina, Maringá e Rolândia. A Operação Norte foi formada para combater tráfico de drogas, apreender armas ilegais e munições e prender foragidos da Justiça. A operação foi planejada e desenvolvida pelo Centro de Operações Conjuntas, da Secretaria da Segurança Pública.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Desde a manhã de quarta feira (20) até o fim da noite de sexta-feira (22), foram abordadas 2.984 pessoas e vistoriados 1.033 veículos, sendo 34 apreendidos. Oito armas de fogo, 100 gramas de maconha, oito buchas de cocaína e 76 pedras de crack também foram recolhidas durante a operação.

Continua depois da publicidade


Para o delegado-chefe da 17.ª Subdivisão, em Apucarana, Gabriel Junqueira Filho, o saldo foi positivo. "Esse trabalho tinha o objetivo de dar tranqüilidade à população e conseguiu atingi-lo".


Durante o dia e a noite, foram realizadas abordagens em bares e locais suspeitos em todos os municípios da região Norte e alguns da Noroeste. O trabalho contou com o apoio de policiais federais, guardas municipais e fiscais da Receita Federal e Estadual.


Na região de Maringá, no primeiro dia, foram cumpridos 30 mandados de busca e apreensão em Marialva, Sarandi e Paissandu. Nessa fase, atuaram 120 policiais militares e civis. Na região do Vale do Ivaí, que compreende 26 municípios, foram realizadas barreiras e abordagens com a saturação em locais considerados suspeitos.

Continua depois da publicidade

Toda a operação foi planejada pelo Centro de Operações Conjuntas de Secretaria da Segurança Pública com o apoio de Geoprocessamento, que mapeia as regiões com maior incidência de crimes. Todos os presos ficam recolhidos nas carceragens das subdivisões das áreas envolvidas à disposição da Justiça.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade