Pesquisar

Canais

Serviços

- Procon/ Maringá
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cuidado, truta!

Preço dos pescados varia 221% em Maringá na quaresma de 2022

Redação Bonde com Prefeitura de Maringá
05 abr 2022 às 17:53
Continua depois da publicidade

Uma pesquisa de preços de pescados vendidos na cidade publicada pelo Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) de Maringá nesta terça-feira (5) mosrta uma diferença de até  221% nos preços cobrados pelos comerciantes. Foram listados e comparados 36 produtos em 15 estabelecimentos, sendo cinco peixarias e dez supermercados. Na média, há um reajuste nos preços, inclusive em relação a 2021. A situação ocorre em período de maior demanda, como agora na Quaresma. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


“O consumidor precisa pesquisar e analisar preços, a origem e o estado de conservação e a qualidade do produto antes das compras. Há muita diferença”, alerta a coordenadora do Procon de Maringá, Patrícia Parra. Nas peixarias, a variação no geral foi de 56,35% e nos supermercados de 21,03%. Comparando entre períodos, com a pesquisa feita no ano passado, nas peixarias teve aumento médio de 14,16% e nos supermercados de 22,18%. 

Continua depois da publicidade


A maior diferença nas peixarias no levantamento desse ano foi no filé de linguado congelado com 221,68%. O quilo do produto teve preço médio de R$ 90,27, sendo R$ 42,90 o menor e R$ 138 o maior. A menor diferença foi no dourado inteiro congelado com apenas 5%. O quilo mais barato é R$ 38 e o mais caro R$ 39,90.


Período


Comparando a pesquisa deste ano com a feita em 2021 nas peixarias, houve um aumento médio de 14,16%. O que mais subiu de preço foi o quilo do filé de pescada, com 79,98%. O mais barato foi R$ 29,63 e o mais caro R$ 53,33. 

Continua depois da publicidade


O que baixou de preço foi o quilo do Robalo inteiro congelado, com redução de 54,08%. Ano passado o preço médio foi de R$ 98 e neste ano é de R$ 45. 


Mercados


A diferença média comparando os preços de 2022 e do ano passado nos supermercados foi de 22,18%. Já a diferença no geral na comparação feita neste ano é de 21,03%. 


Nos supermercados a maior diferença foi de 178,03%, da embalagem com 400 gramas de camarão sete barbas, limpo e congelado. O menor preço encontrado foi R$ 17,98 e o mais caro foi R$ 49,99. E a menor diferença foi no quilo do Curimba inteiro e congelado, com 10,58%. O mais barato foi R$ 22,59 e o mais caro R$ 24,98. 


Diferenças


Comparando entre 2021 e esse ano, a maior diferença nos supermercados foi a do pacote com um quilo de posta de cação congelada, com 99,78%. O preço médio no ano passado foi de R$ 18,27 e a média desse ano é R$ 36,50. 


Já a tilápia baixou na média em relação ao ano passado. O pacote de um quilo com posta congelada teve preço médio de R$ 28,05 em 2021 e de R$ 25,32 esse ano, numa redução de 9,74%.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade