Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Norte do Paraná

Prefeitura é invadida por populares revoltados

Redação Bonde
25 mar 2010 às 19:14
Continua depois da publicidade

A população de Porecatu acordou revoltada na manhã desta quinta-feira (25) com a administração municipal e invadiu a sede da Prefeitura. Segundo os organizadores, cerca de 800 moradores de Porecatu estão participando do protesto e mais pessoas estão sendo chamadas para engrossarem o movimento. A intenção dos manifestantes é reunir cerca de 3 mil pessoas nas próximas horas.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Cláudio Fernandes, da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag), declarou à Rádio Paiquerê AM, que a população da cidade pediu ajuda à Confederação para promover esta manifestação. "Eles estão reclamando sobre os maus tratos na área da saúde, educação e iluminação pública. O protesto é da população. Nós estamos aqui, a pedido deles, para reforçar a manifestação", revela Fernandes.

Continua depois da publicidade


Uma das principais reivindicações é a reabertura de um posto de saúde que funcionava em uma fazenda e foi fechada recentemente. Segundo Júlio César, um dos organizadores do protesto, os moradores daquela localidade estão tendo que andar mais de 10 km para ir a um posto de saúde e, na maioria das vezes, não encontram médico no posto e acabam perdendo a viagem.


Os manifestantes estão irredutíveis e dizem que só vão desocupar a Prefeitura após terem uma resposta às reivindicações, entre elas energia elétrica para bairros que estão às escuras, reabertura de postos e estrutura adequada para o funcionamento dos postos de saúde.


Administração

Continua depois da publicidade


Porecatu é administrada pelo empresário Walter Tenan (PMDB), 51 anos, que na época em que foi eleito prefeito da cidade estava preso em Piraquara. Ele mal pode comemorar o resultado das eleições em outubro de 2008, já que estava no Centro de Triagem de Piraquara. Ele foi eleito com 2.901 votos, pouco mais de 31% dos votos válidos.

Walter foi preso em setembro de 2008 após uma operação da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas. Em uma das lojas do empresário em Florestópolis, a polícia encontrou eletrodomésticos e artigos de cozinha sem nota fiscal e havia suspeita de contrabando. Durante a operação, uma caminhonete, supostamente roubada e duas motocicletas também foram apreendidas.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade