Pesquisar

Canais

Serviços

Toque re decolher

Ratinho Jr. mantém restrições para combate à pandemia por mais 15 dias no PR

Redação Bonde com AEN
31 ago 2021 às 19:33
Continua depois da publicidade
O Governo do Paraná prorrogou por mais 15 dias as medidas restritivas de enfrentamento da pandemia no Estado que estão em vigor desde o início do mês. O decreto nº 8.568/2021, assinado pelo governador Ratinho Junior (PSD) nesta terça-feira (31), estende as regras até às 5h do dia 15 de setembro.

Dessa forma, permanece a restrição de circulação e a comercialização e o consumo de bebidas alcóolicas em espaços e vias públicas entre 0h e 5h. O toque de recolher não se aplica a atividades e serviços essenciais.

Continua depois da publicidade

Desde o início de agosto está autorizada a promoção de algumas categorias de eventos, desde que atendam medidas de prevenção.

Continua depois da publicidade


LEIA MAIS: Londrina registra mais quatro mortes e 254 infectados pelo novo coronavírus


Paraná confirma mais 54 mortes e 1.478 infectados pelo coronavírus

Continua depois da publicidade


Em locais abertos, para público exclusivamente sentado ou delimitado, sem consumo de alimentos e bebidas, estão permitidos eventos com capacidade máxima de 60% do previsto, desde que não ultrapasse 500 pessoas. No caso de haver consumo de alimentos e bebidas, a lotação prevista é de 50%, com o máximo de 500 pessoas.


Em locais fechados, por sua vez, a taxa de ocupação é de 40% para até 500 pessoas, sem nenhum tipo de consumo.


Em ações que envolvam comidas e bebidas, o regramento estabelece o limite de 400 pessoas e lotação de 30% do previsto, respeitando a seguinte ordem:

  1. espaços com capacidade máxima de 200 pessoas poderão receber eventos de até 80 pessoas;
  2. espaços com capacidade entre 201 a 500 pessoas, poderão sediar eventos de no máximo 150 pessoas;
  3. espaços com capacidade entre 501 a 1000 pessoas poderão sediar eventos de no máximo 300 pessoas;
  4. espaços com capacidade máxima acima de 1001 pessoas poderão sediar eventos de no máximo 400 pessoas.

Permanece proibida, contudo, a realização presencial dos eventos, de qualquer tipo, que possuam uma ou mais das seguintes características: dançantes ou de outra modalidade de interação que demandem contato físico entre os frequentadores; em local fechado que não possua sistema de climatização com renovação do ar e Plano de Manutenção, Operação e Controle atualizados; que demandem a permanência do público em pé durante sua realização; com duração superior a seis horas; esportivos com presença de público; que não consigam garantir o controle de público no local ou que possam atrair presença de público superior àquele determinado nesta norma, como exposições e festivais; de caráter internacional; realizados em locais não autorizados para esse fim; e que não atendam os critérios previstos nesta legislação e demais normativas vigentes.

Continue lendo