Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Liminar do TJ

Suspensa permanência de grupo angolano cego no PR

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O Tribunal de Justiça do Paraná suspendeu a liminar que permitia a permanência de 11 jovens angolanos cegos no Brasil. O Ministério Público tenta recorrer da decisão e já entrou com um pedido de reconsideração para que o relator não casse a liminar.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

O grupo de estrangeiros cegos vivia há 8 anos em Curitiba e não quer sair do país neste momento. Eles vieram para o Brasil para fugir da guerra e pretendiam retornar para Angola apenas depois de terminarem os estudos. Assim, teriam mais chances de conseguir um emprego e ajudar as famílias.

Continua depois da publicidade


Seis deles já haviam passado no vestibular e estavam matriculados em uma faculdade particular. A viagem de volta está marcada para a manhã de quarta-feira (4).


De acordo com o Ministério Público, a Promotoria foi alertada pelo Instituto Paranaense de Cegos que a Fundação Eduardo dos Santos (FESA), entidade responsável pelos jovens, teria comunicado em janeiro que encerraria o convênio que mantém com o Instituto e que garantia a presença dos rapazes no Paraná. Sem o convênio, grupo seria obrigado a voltar de imediato para Angola.

As informações são do G1.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade