Pesquisar

Canais

Serviços

Zona Sul

Cinco morrem em três confrontos com a PM durante 'tribunal do crime' em Londrina

- Divulgação/PM
Redação Bonde
31 mai 2022 às 08:06
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Três homens e duas mulheres morreram durante três confrontos com a PM (Polícia Militar) na segunda-feira (30) em uma chácara no Cafezal, zona sul de Londrina. 

Continua depois da publicidade


Segundo a PM, uma pessoa que não quis se identificar relatou à base da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) do 30º BPM (Batalhão de Polícia Militar) que estaria ocorrendo um "tribunal do crime" em decorrência da morte de uma mulher que foi encontrada enterrada no conjunto Flores do Campo no último dia 25 de maio. Ela teria sido morta sem autorização de uma facção criminosa, e os responsáveis seriam julgados, provavelmente com sentença de morte. 


Equipes da Rotam foram averiguar a situação e os policiais viram na propriedade rural vários indivíduos portando armas de fogo, um deles próximo ao portão, possivelmente fazendo a segurança. A PM anunciou a abordagem, o suspeito teria atirado e fugido para dentro do terreno. As pessoas que ali estavam também atiraram e fugiram - os oficiais revidaram. Foram atingidos duas mulheres e um homem, e foram recolhidos uma pistola calibre 45, uma calibre 765 e um revólver calibre 32, informou a PM.


Em buscas no local, foram encontradas as possíveis vítimas do tribunal do crime, deitadas em meio a um matagal. Eram um um homem e uma mulher, que mostraram onde os demais suspeitos se esconderam.


Nos fundos, houve novo confronto no matagal em tentativa de abordar um homem com um revólver calibre 357, conforme a corporação. 

Continua depois da publicidade


Na área externa da casa, mais um confronto com outro homem que portava um revólver calibre 38. As cinco pessoas atingidas morreram. 


Além das cinco armas de fogo, foram apreendidos dois celulares, duas facas e um Fiat Uno de cor prata. 


A PM isolou o local, acionou os órgãos competentes e o 5º BPM vai apurar a ocorrência em inquérito policial.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade