Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Guarda Municipal
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Furtou para presentear a filha

'Não me convenceu', diz vítima de ladrão que chorou em audiência

Rafael Machado - Grupo Folha
12 set 2019 às 10:06
Continua depois da publicidade

"Imagina se todo mundo que estivesse desempregado invadisse a casa dos outros para presentear a família? Ia ser um caos danado". É assim que o dono da casa furtada na semana passada no jardim Pacaembu, zona norte de Londrina, classificou a declaração do ladrão na audiência de custódia. O homem de 36 anos disse ao juiz Katsujo Nakadomari que entrou na residência para comprar um presente para a filha, que estava de aniversário.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


"Foi uma fala infeliz. Quantas pessoas estão sem emprego hoje em Londrina e mesmo assim não cometem crimes? Ele já estava com dois televisores no carro quando cheguei. Pelo jeito ia dar uma festa de arromba. Nada justifica o que fez. Se fosse o primeiro furto, até entenderia por uma questão de necessidade, mas ele tem uma ficha criminal extensa", comentou o proprietário em entrevista ao Bonde.

Continua depois da publicidade


Leia Mais
Ladrão que furtou casa chora em audiência de custódia

Mesmo pedindo para ser solto, o rapaz teve a prisão preventiva, que vale por tempo indeterminado, decretada pela Justiça. A vítima deu mais detalhes de como conseguiu conter o ladrão com a ajuda de vizinhos até a Guarda Municipal chegar. "Eu estava perto quando me avisaram. Cheguei junto com outros moradores e encontrei o criminoso saindo de casa com os objetos", observou.

Nesta quarta-feira (11), o delegado Mozart Rocha Gonçalves concluiu o inquérito e indiciou o ladrão por furto qualificado, que tem pena de quatro a 10 anos pelo Código Penal. Ele continua detido no antigo 4º Distrito Policial, na avenida Dez de Dezembro.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade