Pesquisar

Canais

Serviços

- Devanir Parra/CML/Divulgação
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Em primeiro turno

Câmara aprova criação de Hospital Veterinário Municipal de Londrina

Redação Bonde com assessoria de imprensa
13 mai 2022 às 10:34
Continua depois da publicidade

Os vereadores de Londrina aprovaram projeto de lei que autoriza a criação do Hospital Veterinário Público do Município na sessão desta quinta-feira (12). A proposta, de autoria de Daniele Ziober (PP) e Flávia Cabral (PTB) pretende ofertar atendimento gratuito a cães e gatos de pessoas de baixa renda, ONGs (organizações não-governamentais) de proteção animal e protetores independentes.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Proposto pelas vereadoras Daniele Ziober (PP) e Prof.ª Flávia Cabral (PTB), A matéria permite que o poder público celebre convênios ou parcerias com entidades de proteção animal, ONGs, universidades, clínicas veterinárias, empresas e entidades de classe para garantir a efetivação do projeto de lei. Segundo a proposta, o Poder Executivo também será responsável pela implementação da Farmácia Veterinária Popular, destinada ao fornecimento gratuito de medicação para tratamento de animais domésticos atendidos pela Prefeitura.

Continua depois da publicidade


As autoras disseram que a falta de um hospital veterinário público e gratuito em Londrina dificulta o acesso da população de baixa renda a este tipo de serviço, hoje restrito a clínicas particulares e hospitais universitários que cobram pelo atendimento. “É um absurdo que, por vezes, pessoas que ganham um salário-mínimo tenham que pagar preços exorbitantes para que tenham seus animais atendidos, quando não, por vezes, abandonam estes animais para que morram à própria sorte”, diz Flávia Cabral.


A vereadora Daniele Ziober afirma que tem conversado com autoridades em outras esferas de governo para viabilizar a implantação do hospital ou, ao menos, garantir parcerias com entidades ou instituições de ensino para ofertar atendimento veterinário gratuito. "Essas parcerias podem ser feitas com os hospitais universitários já existentes, o que seria muito bom para os alunos, que garantiriam um estágio. O projeto prevê também a modalidade de parcerias com o governo do estado, que seria o ideal”, defendeu.


Após passar em primeiro turno, foi aberto prazo regimental de 7 dias úteis para apresentação de emendas, antes do segundo turno de votações.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade