Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Entenda

Câmara aprova projeto para inspetoria terceirizada nas escolas de Londrina

Lucas Marcondes - Especial para a Folha
05 jul 2023 às 09:42
- Micaela Orikasa/Grupo Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Em primeira votação (e a toque de caixa), a CML (Câmara Municipal de Londrina) aprovou por unanimidade na noite desta terça-feira (4) o projeto de lei 130/2023. Apresentado pela prefeitura, o PL extingue vagas da função de inspetoria descrita no PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários) do município – desde que elas não estejam ocupadas por servidores do quadro efetivo.


A administração de Marcelo Belinati (PP) enviou a medida ao Legislativo para dar seguimento à terceirização do serviço. A intenção do Executivo é abrir espaço para a contratação via licitação de 242 inspetores para a rede municipal de ensino, conforme a secretária de Educação da cidade, Maria Tereza Paschoal. Segundo ela, o custo anual da iniciativa é estimado em R$ 12 milhões.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Protocolado pelo Executivo na última quarta-feira (28), o PL passou por tramitação célere e, já na primeira hora da sessão desta terça-feira, teve admissibilidade aprovada – procedimento necessário pelo fato de o texto alterar o PCCS. Logo na sequência, os vereadores acolheram o regime de urgência e os trabalhos foram suspensos seguidamente até que quatro comissões permanentes emitissem parecer à matéria.

Leia mais:

Imagem de destaque
Redes sociais

Lula diz que big techs lucram com disseminação do ódio e que vai retomar debate sobre regulação

Imagem de destaque
Entenda

Alta de tributo para compensar desoneração continua na mesa, diz Padilha após resistência do Senado

Imagem de destaque
Após muita discussão

Projeto de Lei que permite sepultamento de pets em cemitérios de Londrina é protocolado

Imagem de destaque
Na SRP

Londrina: Ministro da Pesca e Aquicultura destaca potencial do Norte do Paraná na piscicultura


Sindserv vê precarização

Publicidade


O formato da proposta foi criticado pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Londrina. Para Fábio Molin, a terceirização prejudica as contribuições previdenciárias à Caapsml (Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais de Londrina) e precariza o serviço prestado à comunidade escolar.


“Quando você lança uma licitação pelo modelo de menor preço, já sabe o que está por vir. A empresa vai tirar esse lucro na hora de contratar o trabalhador”, analisou o dirigente do Sindserv, reconhecendo, ao mesmo tempo, a demanda por inspetores na rede.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Câmara de Londrina aprova projeto para inspetoria terceirizada nas escolas
Proposta de Belinati extingue cargos vagos para contratar mais de 200 profissionais na rede de ensino; custo anual é de R$ 12 milhões
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade