Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Assembleia Legislativa

Câmaras Municipais terão mais prazo para aprovar Plano Diretor

07 abr 2022 às 10:05
Continua depois da publicidade

A Comissão de Constituição e Justiça da AL (Assembleia Legislativa) do Paraná aprovou nesta quarta-feira (06), em sessão extraordinária, o projeto de lei 90/2022, do Poder Executivo, que altera dispositivos da Lei n° 15.229/2006 e garante às câmaras municipais prazo mais dilatado para aprovarem o Plano Diretor das cidades do Estado. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


A lei 15.229/2006 dispõe sobre normas para execução do sistema das diretrizes e bases do planejamento e desenvolvimento estadual. A proposta aprovada pela CCJ altera a redação de artigos da lei, determinando que o município deve estar com o Plano Diretor vigente e atualizado para firmar contrato de empréstimo para projetos e obras de infraestrutura pública urbana, equipamentos e serviços públicos urbanos junto ao Sistema de Financiamento de Ações nos Municípios do Estado do Paraná.

Continua depois da publicidade


A legislação alterada pela Lei n° 19.866/2019 havia fixado o prazo de três anos, a partir da data de sua publicação, para que os municípios tivessem aprovados os planos diretores pelas Câmaras Municipais. No entanto, argumenta o Executivo, a situação de calamidade pública imposta pela pandemia da Covid-19 inviabilizou o cumprimento do prazo. Por isso, a proposta prorroga a data para 6 de junho de 2025. É o caso de Londrina, que deveria ter aprovado até 2018 o Plano Diretor. Entretanto, até agora foi aprovada pela Câmara Municipal somente em 2021 a Lei Geral, restando ainda para este ano o debate das oito leis complementares.


O projeto tem ainda o objetivo incluir que os contratos de empréstimos para projetos e obras de infraestrutura, equipamentos e serviços no SFM (Sistema de Financiamento de Ações nos Municípios do Estado do Paraná) deverão ser para objetos relacionados a equipamentos e serviços "públicos urbanos". O governo quer evitar, assim, interpretações equivocadas com outros tipos genéricos que não figuram como objetos possíveis.


Leia mais em: https://www.folhadelondrina.com.br/politica/camaras-municipais-terao-mais-prazo-para-aprovar-plano-diretor-3183568e.html


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade