Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
"Eficiência administrativa"

Dizendo representar a direita, pré-candidato Nelson Villa quer 'choque de gestão' em Londrina

Douglas Kuspiosz - Especial para a Folha
04 jun 2024 às 09:30
- Roberto Custódio
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O coronel Nelson Villa, ex-comandante do 5° BPM (Batalhão da Polícia Militar), afirma ser o nome da direita londrinense na disputa pela Prefeitura. 


O pré-candidato deve se filiar ao PSDB na convenção partidária, acompanhando o que determina a legislação, e entrar de vez na corrida pela sucessão do prefeito Marcelo Belinati (PP).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Villa concedeu entrevista à FOLHA nesta segunda-feira (3) e ressaltou que, com a sua aposentadoria em 2024, ingressar na vida pública já estava no radar para dar "sequência ao trabalho que eu já vinha fazendo”. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Direito Eleitoral

Especialistas debatem fake news, e Inteligência Artificial e democracia em evento no Paraná

Imagem de destaque
Presença feminina

Eleições em Londrina terão punições duras contra fraude à cota de gênero

Imagem de destaque
Luto

Morre Maria José Piana, esposa do vice-governador do Paraná, aos 77 anos

Imagem de destaque
Insanidade

Críticas à omissão do governo em PL Antiaborto por Estupro fazem Lula mudar de discurso


“Do ponto de vista da segurança pública, as pessoas elogiaram muito o meu trabalho. Nós conseguimos alcançar o nosso objetivo principal, que foi diminuir a violência urbana, reduzir índices de criminalidade e aumentar a eficiência da polícia”, diz o pré-candidato, que ficou à frente do 5° BPM até agosto do ano passado, quando foi promovido a coronel e assumiu o cargo de diretor de Desenvolvimento, Tecnologia e Qualidade, em Curitiba. “Eu consegui fazer um choque de gestão no 5° BPM.”

Publicidade


Segundo Villa, sua preocupação é “genuinamente com a eficiência administrativa”. Ele também diz ser um nome que vem de fora da política, apontando que, tradicionalmente na cidade, “quem ingressa no Poder Executivo são pessoas que já vêm de determinadas castas, ou que já são conhecidas, ou que têm poder econômico”.


“Eu conheço o perfil da cidade, conheço toda a cidade, e sei exatamente onde estão as principais mazelas. Isso, na minha concepção, me coloca com um diferencial em relação aos demais pré-candidatos e acho que vai ser um fator determinante para que as pessoas decidam em quem votar”, acrescenta. 

Publicidade


RELAÇÃO COM O PSDB


Mesmo ainda não estando filiado ao PSDB, o pré-candidato aponta que seu "perfil de direita" foi acolhido na sigla, que ele diz ser de centro.


“No histórico que nós temos das eleições, o PSDB sempre esteve em oposição ao PT, então não há contradição nisso. Eu posso exercer, na minha integralidade, o meu aspecto de direita, sem haver prejuízos ideológicos”, afirma. Ele ressalta que possui uma história de vida que o coloca na “condição de pessoa de direita”.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Dizendo ser nome da direita, Nelson Villa quer 'choque de gestão' em Londrina
O ex-comandante do 5ª BPM deve se filiar ao PSDB na convenção partidária
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade