Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Dança das ideologias

Janela partidária escancara força da direita na Câmara de Londrina

Douglas Kuspiosz - Grupo Folha de Londrina
08 abr 2024 às 18:14
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A janela partidária terminou na última sexta-feira (5) e trouxe mudanças significativas na composição das bancadas da CML (Câmara Municipal de Londrina). Esse é o período em que os vereadores podem mudar de legenda sem correr risco de perder o mandato - e é um termômetro para as eleições municipais.


No total, dez dos 19 vereadores londrinenses migraram de agremiações nas últimas semanas. Santão e Giovani Mattos, que estavam no Podemos (após incorporação do PSC), foram para o PL e PSD, respectivamente. O vereador Nantes, ex-PP, migrou para o PL, assim como o ex-pedetista Roberto Fú. Mara Boca Aberta, que estava sem partido, se filiou ao Podemos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os vereadores Chavão, que estava no PRD (criado após fusão do PTB com o Patriota), e Lu Oliveira, ex-PL, foram para o Republicanos, do presidente da CML, Emanoel Gomes. O parlamentar Beto Cambará, que estava no Podemos, foi para o recém-criado PRD. Já o vereador Jairo Tamura, eleito pelo PL, se filiou ao União Brasil.

Leia mais:

Imagem de destaque
Acordo com MPPR

Ex-prefeito de Ivaiporã Pedro Papin vai devolver mais de R$ 1,3 milhão à Prefeitura

Imagem de destaque
Coronel do Exército

Alexandre de Moraes solta ex-assessor de Bolsonaro investigado por trama golpista

Imagem de destaque
Entenda!

Estudo avalia reduzir número de cidades da Região Metropolitana de Londrina

Imagem de destaque
Sai Alexandre de Moraes

André Mendonça, ministro do STF, é eleito para o TSE


O balanço da janela mostra que o PP, do prefeito Marcelo Belinati, se consolidou como o maior partido no Legislativo londrinense, com seis cadeiras: Fernando Madureira, Matheus Thum, Flávia Cabral, Jessicão, Dani Ziober e Eduardo Tominaga.

Publicidade


Em segundo lugar aparece o Republicanos, com quatro vereadores: Emanoel Gomes, Deivid Wisley, Lu Oliveira e Chavão. O PL termina com três cadeiras: Santão, Nantes e Roberto Fú.


Entre os partidos com um representante estão PSD (Giovani Mattos), PRD (Beto Cambará), União Brasil (Jairo Tamura), PSB (Sonia Gimenez), PT (Lenir de Assis) e Podemos (Mara Boca Aberta).

Publicidade


O advogado e cientista político Marcelos Fagundes Curti afirma que, no início desta legislatura (2021-2024), os partidos considerados de centro-esquerda e centro-direita ocupavam o maior número de cadeiras, o que revelava um perfil “relativamente conservador” do eleitor londrinense.


“Considerando as mudanças partidárias ocorridas no decorrer da legislatura e, agora, mais recentemente, em decorrência da janela partidária, o espectro ideológico dos partidos que compõem a CML sofreu uma leve inclinação mais à direita. Os partidos de centro perderam espaço”, avalia.


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
Janela partidária evidencia ‘guinada à direita’ da Câmara de Londrina
A janela partidária em Londrina trouxe mudanças significativas na composição da Câmara Municipal. Saiba quais partidos ganharam e perderam força e as possíveis consequências para as eleições municipais.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade