Pesquisar

Canais

Serviços

- Adriana de Cunto/Grupo Folha
Continua depois da publicidade
Segundo a PM

Passeata pró-impeachment é encerrada com 200 mil pessoas em Curitiba

Adriana De Cunto - Equipe Folha
13 mar 2016 às 14:58
Continua depois da publicidade

A Polícia Militar (PM) atualizou para 200 mil o número de pessoas participando, hoje, 13 de março de 2016, em Curitiba, do protesto contra corrupção e pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). A estimativa da Polícia Militar (PM) foi feita com base nos dados fornecidos pelo Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), que utilizou as câmeras de videomonitoramento instaladas nas vias por onde os manifestantes passaram e também imagens captadas por um helicóptero. Ainda segundo a polícia, esse número leva em consideração as pessoas que circularam desde o início da concentração até a dispersão da multidão. Foi a maior manifestação contra o Partido dos Trabalhadores (PT) realizada na capital paranaense, que nos três protestos do ano passado reuniu 80 mil pessoas em março, 60 mil em agosto e sete mil em dezembro.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Os manifestantes começaram a se concentrar, por volta das 14 horas, na Praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Naquele momento, o local reunia 60 mil cidadãos. A maioria vestia verde e amarelo. Idosos, adultos, jovens e crianças formavam a multidão que gritava "fora PT", "fora Dilma" e manifestava apoio ao juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato. Muita gente usava máscaras com o rosto do magistrado.


Às 14h45, os manifestantes começaram a deixar a Praça Santos Andrade, seguindo em passeata pelas avenidas Marechal Deodoro e XV de Novembro. O grupo foi ganhando adesão pelo caminho, chegando aos 160 mil, às 15h40, na Boca Maldita. Por volta das 16 horas os manifestantes cantaram o Hino Nacional e depois disso a multidão começou a se dispersar.


O protesto transcorreu pacificamente e apenas um incidente foi registrado, segundo a PM. Um homem de 27 anos, que não teve o nome divulgado pelas autoridades policiais, foi detido na Rua 13 de Maio com fogos de artifício embaixo da blusa. Ele estaria mirando os foguetes em direção aos populares, informou a assessoria de imprensa da PM. Oitocentos policiais militares garantiram a segurança durante a manifestação.

*Atualizado às 19h.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade