Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Reação

Pellegrino diz que PSDB não pode falar em falta de rumo

Bonde, com informações da Agência Brasil
31 jul 2003 às 14:42
Continua depois da publicidade

O líder do PT na Câmara dos Deputados, Nelson Pellegrino (PT-BA), respondeu, há pouco, as críticas à política agrária do governo feitas pelo PSDB, em nota divulgada no início da tarde desta quinta-feira.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Segundo Pellegrino, o governo tem uma política estratégica para a reforma agrária, quer e está mantendo a ordem no país. Entretanto, acrescentou Pellegrino, "o governo tem compromisso com questões sociais e não vai abrir mão disso".

Continua depois da publicidade


Na nota, o PSDB critica o posicionamento do governo na questão das invasões de terra e afirma que não há um rumo definido para o tratamento do problema. "O PSDB está fazendo política, quem deixou o país na situação que eles deixaram, não tem nenhuma moral para falar em falta de rumo", afirmou Pellegrino.


Sobre a presença de vereadores petistas no acampamento dos
sem-teto, em São Bernardo (SP), o líder disse que o partido sempre terá participação em movimentos sociais, mas que é preciso separar as posições de integrantes do PT das posições do governo.


Ao chegar à residência do chefe da Casa Civil, ministro José Dirceu, para almoço com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e líderes da base aliada, em que se discute a reforma da Previdência, Pellegrino disse que a posição do governo é de manter o subteto de 75% para a magistratura estadual. "Há uma sinalização de alguns líderes que compõem a base aliada no Congresso Nacional no sentido de alterar o subteto, mas o governo não vai abrir mão dessa questão", disse.

Continua depois da publicidade

O judiciário defende o aumento do subteto da magistratura estadual de 75% para 90,25% do vencimento dos ministros do Supremo Tribunal Federal.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade