Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Apoiando Osmar Dias

PR: Declaração de ministro evidencia racha no PMDB

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O apoio declarado do Ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes (PMDB), ao senador Osmar Dias (PDT), candidato do partido nas próximas eleições ao governo estadual em 2010, gerou um total desconforto entre os peemedebistas paranaenses.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

O deputado estdual Waldyr Pugliesi (PMDB), quem preside a executiva estadual do partido, assina nota oficial repudiando declarações do ministro Stephanes. "A posição oficial do partido é pelo lançamento de candidatura própria e de indicação do vice-governador, Orlando Pessuti, como pré-candidato", informa em nota oficial a Executiva Estadual.

Continua depois da publicidade


A decisão, segundo a nota, foi tomada por unanimidade em reunião da Comissão Executiva Estadual no último dia 2 de março, que contou com a participação inclusive de deputados estaduais e federais. "Ao abster-se de discutir o assunto internamente e optar por declarações à imprensa contrárias à orientação partidária, o ministro Stephanes desrespeita o Estatuto do PMDB no que tange a disciplina partidária e ofende os peemedebistas", informa o partido.


"Temos feito um esforço muito grande para construir esta candidatura e de dentro do partido aparece alguém para desconstruir o que foi feito?", indagou Pugliesi.


De acordo com o presidente estadual, o PMDB está passando por um momento de articulações e não tem o menor sentido o partido abrir mão da candidatura própria.

Continua depois da publicidade


NOTA OFICIAL DO PMDB DO PARANÁ


O PMDB do Paraná repudia as declarações públicas do ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, de apoio à candidatura de outro partido a governador do Estado em 2010.


A posição oficial do partido é pelo lançamento de candidatura própria e de indicação do vice-governador, Orlando Pessuti, como pré-candidato.


A decisão foi tomada por unanimidade em reunião da Comissão Executiva Estadual com a participação inclusive de deputados estaduais e federais.


Ao abster-se de discutir o assunto internamente e optar por declarações à imprensa contrárias à orientação partidária, o ministro Stephanes desrespeita o Estatuto do PMDB no que tange a disciplina partidária e ofende os peemedebistas.

A decisão do PMDB em relação à candidatura própria e ao nome de Pessuti tem o respaldo das bases partidárias e se fundamenta no compromisso peemedebista de prosseguir com os avanços conquistados pelo Governo Requião no Paraná.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade