Pesquisar

Canais

Serviços

Isaac Fontana/FramePhoto/Folhapress
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Repercussão

Prefeito de Londrina comenta protesto contra decreto que obriga vacinação de servidores

01 out 2021 às 18:25
Continua depois da publicidade

O prefeito Marcelo Belinati (PP) comentou sobre o protesto realizado em frente ao Teatro Ouro Verde na noite desta quinta-feira (30), durante o evento de comemoração dos 50 anos do Hospital Universitário, contra o decreto que determina a vacinação obrigatória para todos os servidores municipais. A pequena manifestação foi organizada por cerca de 30 pessoas. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


"Todo protesto é legítimo, mas posso concordar ou discordar. Nesse caso, discordo totalmente. Estudos apontam que quem não toma vacina tem seis vezes mais chances de morrer pela Covid-19. Muitas pessoas são assintomáticas. Imagina se um servidor sem sintoma nenhum está atendendo a população. Esse decreto é para proteger a saúde e a vida da população, além dos próprios funcionários da prefeitura", disse. 

Continua depois da publicidade


A medida foi publicada na última quarta-feira. Agora, a Prefeitura de Londrina passa a procurar os servidores que não estão regulares com a vacinação. Um levantamento inicial da Secretaria Municipal de Recursos Humanos mostrou que 750 funcionários não se imunizaram. Pela Lei de Acesso à Informação, a FOLHA revelou que 31 agentes públicos da Saúde recusaram as doses contra a Covid-19. Conforme o decreto, quem recusar a vacina sem justificativa pode ser alvo de processo disciplinar na Corregedoria-Geral do Município. 

Continue lendo