Pesquisar

Canais

Serviços

Professor Galdino, vereador expulso do PV - CMC
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Intrigante

PV expulsa vereador que demitiu funcionários fantasmas

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O Partido Verde do Paraná confirmou na manhã desta quarta-feira (18) a expulsão do vereador Professor Galdino, que tomou posse no começo deste ano para a Câmara Municipal de Curitiba. O vereador, em entrevista ao telejornal Paraná TV disse que foi expulso porque demitiu dois funcionários indicados pelo PV, que deveriam trabalhar em seu gabinete, mas não compareciam. Eles trabalhariam apenas na sede do partido.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Já o presidente estadual do PV, Melo Vianna, em entrevista ao mesmo telejornal, deu uma versão diferente: disse que Professor Galdinho teria assediado uma funcionária, que procurou o partido para fazer a denúncia. Segundo Vianna, a funcionária teria prestado depoimento juntamente com o marido. "Ela chorou umas duas ou três vezes", disse o presidente do partido.

Continua depois da publicidade


Ainda segundo ele, o vereador Galdino, que declarou despesas de campanha em 2008 no valor R$ 520, teria gasto "pelo menos dez vezes mais".


Sobre a acusação do vereador de que haveria funcionários fantasmas, Vianna confirmou que os dois exonerados não trabalhavam no gabinete de Galdino e justificou: "Não importa onde o funcionário exerce sua função, o que importa é que está trabalhando".

O vereador Professor Galdino negou o caixa dois e que tenha praticado assédio contra a funcionária. Segundo ele, a mulher agiu por vingança e teria tentado extorquir dinheiro. Galdino irá recorrer à executiva nacional do PV para reverter a expulsão. "A ideologia do partido é bom, mas os dirigentes não".


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade