Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Na Câmara

Reunião em Londrina discute consumo de álcool por adolescentes

Douglas Kuspiosz - Grupo Folha
13 jun 2024 às 10:32
- Fernando Cremonez/CML
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A CML (Câmara Municipal de Londrina) realizou, na tarde desta quarta-feira (12), uma reunião pública para discutir o consumo de bebidas alcoólicas por menores de idade em espaços públicos, com foco na rua Paranaguá. O encontro foi organizado pela Comissão de Defesa dos Direitos do Nascituro, da Criança, do Adolescente e da Juventude.


Além dos vereadores Jessicão (PP), Mara Boca Aberta (Podemos) e Giovani Mattos (PSD), que compõem a comissão, participaram representantes dos moradores da rua Paranaguá, dos estabelecimentos comerciais e da PM (Polícia Militar). Foram convidados a GM (Guarda Municipal), o Conselho Tutelar Central, o Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes) e o MP (Ministério Público), mas os órgãos não enviaram representantes.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Desde 2018, Londrina possui uma lei que proíbe o consumo de bebida alcoólica nas ruas entre 22 horas e 8 horas.

Leia mais:

Imagem de destaque
Tentativa de homicídio

Lula diz que violência é abominável, mas Trump vai tentar tirar proveito de atentado

Imagem de destaque
Transparência

Tribunal de Justiça rejeita pedido para omitir gratificações pagas a juízes do Paraná

Imagem de destaque
Redes sociais

Lula diz que big techs lucram com disseminação do ódio e que vai retomar debate sobre regulação

Imagem de destaque
Entenda

Alta de tributo para compensar desoneração continua na mesa, diz Padilha após resistência do Senado


A vereadora Jessicão reclamou da ausência das entidades que estão ligadas diretamente à infância e à adolescência. “A reunião tinha um foco principal que era o debate dos adolescentes que estão bebendo na Paranaguá, e infelizmente esses órgãos não levaram com a seriedade que precisa”, disse.

Publicidade


Apesar de reconhecer que o problema ocorre na cidade inteira, Jessicão explicou que o objetivo de olhar para a Paranaguá foi para “resolver rápido” a situação. Ela apontou que a PM se prontificou a intensificar as abordagens de adolescentes.


“A ideia é ir identificando onde estão acontecendo esses ‘rolezinhos’, que são marcados via rede social, e ir pontualmente levando a polícia e as autoridades para agir nesses locais”, acrescentou.

Publicidade


“Essa reunião não foi contra os bares, foi uma reunião para chamar a atenção para o que ocorre em um ponto específico da Paranaguá. Entre as ruas Piauí e a Pará, existe um pequeno shopping que está sendo muito afetado, porque vândalos estão pichando, deixando sujeira, fazem xixi e deixam fezes.”, completou.


O capitão Emerson Castro, que representou o 5° BPM (Batalhão da Polícia Militar), afirmou que a PM tem buscado soluções para a Paranaguá no sentido de “desestimular os infratores e criminosos que queiram ir para o local promover infrações de trânsito, algazarra e, principalmente, perturbação de sossego”.

Publicidade


No ponto de vista de Castro, desestimular a permanência dessas pessoas no local pode ser um caminho para resolver a questão da perturbação do sossego. Agora, se um adolescente é identificado bebendo, a PM já faz o encaminhamento com apoio do Conselho Tutelar.


O capitão reforçou o compromisso da PM em estar presente na Paranaguá, continuando as abordagens de trânsito, fiscalização e policiamento. "Mas vamos acentuar nossas abordagens direcionadas aos adolescentes."


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Reunião discute consumo de álcool por adolescentes
Reunião em Londrina discute consumo de álcool por menores na rua Paranaguá, com foco em soluções e maior fiscalização.
Imagem
Paraná: Boletim Agrometeorológico de maio indica excesso de chuvas no Sul e escassez no Norte
No Paraná ocorreram grandes variações de precipitação no mês de maio de 2024. Enquanto mais ao Sul do estado houve um alto quantitativo de chuva provocado pela atuação nos sistemas frontais (frentes frias), nas regiões centrais e ao Norte houve escassez,
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade